Opositor venezuelano Leopoldo López condenado a 13 anos de prisão (Video)

(euronews.com)
(euronews.com)
(euronews.com)

Foi com revolta e lágrimas que os apoiantes de Leopoldo López reagiram à sentença. O político da oposição venezuelana foi condenado a 13 anos e nove meses de prisão, por incitação à violência durante manifestações contra o Governo de Nicolas Maduro, no ano passado.

A mulher de Leopoldo, Lilian Tintori, explicou como ia dar a notícia aos filhos: “Que eles devem estar muito orgulhosos do pai. É o que eu vou dizer à Manuela e ao Leopoldo Santiago. A luta mais nobre que um homem pode realizar é a luta pela liberdade, pela justiça, pelos direitos do seu povo e isso é o que o Leopoldo está a fazer”.

Jesus Torrealba, líder da coligação Mesa de la Unidad Democrática, que inclui o partido fundado por Leopoldo López, espera que com o Parlamento resultante das eleições marcadas para dezembro possa haver uma amnistia: “Treze anos é muito tempo, mas 87 dias passam muito rápido. Dentro de 87 dias podemos ter uma Assembleia Nacional que aprove a Lei da Amnistia e Reconciliação, colocando Leopoldo Lopez em liberdade por decisão soberana do povo venezuelano”.

À porta do tribunal, em Caracas, houve confrontos entre os apoiantes de Leopoldo López e os manifestantes pró-governamentais. Segundo o partido de López, um militante morreu, vítima de um ataque cardíaco, durante as cenas de violência. (Euronews)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA