Óbitos por raiva diminuem em Luanda

Cão Raivoso (D.R)

O número de óbitos provocados por mordeduras de cães raivosos diminuiu após a campanha de vacinação e recolha de animais de estimação vadios nas ruas da cidade capital, que decorreu de 27 de Março a segunda quinzena de Junho de 2015, soube-se hoje, segunda-feira, em Luanda.

Cão Raivoso (D.R)
Cão Raivoso (D.R)

Em entrevista à Angop em alusão ao 28 de Setembro, Dia mundial de Controlo e Combate à Raiva, a directora provincial do Gabinete da Saúde de Luanda,  Rosa Bessa, frisou que, durante a campanha, foram vacinados 203 mil 675 animais, perfazendo 86 por cento de cobertura vacinal.

O sucesso da Campanha de Vacinação não só foi observado pelo número de animais vacinados, mas principalmente pela diminuição dos casos da doença nos últimos dois meses .

Por exemplo, em Janeiro foram registados 14 óbitos, fevereiro (18), março (12), meses antes da campanha.

Após a campanha, os casos diminuíram drasticamente, com oito mortes em junho, cinco em julho, igual número em agosto e um em setembro.

De  Janeiro de 2015 até final de 31 de Agosto  foram notificados 71 óbitos por raiva humana, sendo os Municípios de Viana ,Cacuaco, Cazenga, Belas e Kilamba kiaxi os mais afectados .

As crianças continuam a ser as principais vítimas, uma vez que são mais expostas e indefesas. Certa de 60 por cento dos casos ocorreram em crianças menores de 15 anos e 80 por cento em menores de 10 anos de idade.

O ano de 2014 foi marcado por um elevado número de mordeduras, onde foram registadas 25 mil 793 mordeduras, 21 porcento acima do ano anterior, resultando em 60 óbitos por raiva.

Face a esta situação, os Gabinetes Provinciais de Saúde e o de Desenvolvimento Integrado implementaram um Plano de Emergência de Combate à Raiva e Controlo do Surto na Província de Luanda, que teve como meta  vacinar 235 mil 638 mil animais de estimação.

As acções de recolha de animais vadios e as campanhas de vacinação devem continuar para que o surto de raiva possa ser controlado em Luanda.

A Raiva é uma zoonoze transmitida ao homem pela inoculação do vírus da raiva por um animal infectado , através de mordedura , arranhadura ou lambedura de mucosas ou ferimentos. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA