Namibe: Antigos combatentes e veteranos da Pátria continuam a receber apoio do governo

arquivo: viaturas adpatadas para antigos combatentes (Foto: josé krithinas)
arquivo: viaturas adpatadas para antigos combatentes (Foto: josé krithinas)
arquivo: viaturas adpatadas para antigos combatentes (Foto: josé krithinas)

Os antigos combatentes e veteranos da pátria na província do Namibe continuam a receber apoios do governo angolano, consubstanciados em residências sociais, viaturas adaptadas e outros bens, informou hoje a Angop o director provincial deste organismo nesta cidade, Humberto António.

O director falava a Angop no final da fogueira do combatente realizada naquela instituição, no âmbito das comemorações do 17 de Setembro, dia do Herói Ncional a assinalar-se esta quinta-feira em todo o país.

O responsável disse que desde o princípio do ano em curso vários foram os antigos combatentes e veteranos da pátria bem como deficientes de guerra que receberam do governo residências sociais totalmente apetrechados com equipamento, mobiliário, viaturas adaptadas para a facilitação da sua locomoção e outros bens que de certa maneira tem permitido melhorar as condições de vida e das suas famílias.

“ O nosso governo continua a trabalhar para melhora o nível de vida destas pessoas que durante a sua juventude deram o seu contributo na luta de libertação e da independência nacional de Angola, por isso é preciso mantermos sempre o respeito e solidariedade para com os nossos antigos combatentes e veteranos da pátria para que eles não se sintam desprezados mas sim alguém que ainda serve a nossa sociedade”, acrescentou.

Humberto António aconselhou ainda a juventude angolana e as novas gerações a respeitarem aqueles que durante muitos anos lutaram para a conquista da independência nacional e da paz, pois graças a eles os angolanos podem circular de forma livre de Cabinda ao Cunene.

“ Nos temos sempre realizado este tipo de actividade juntando sempre os nossos antigos combatentes, velhos e a juventude para que haja então aquele entrosamento entre eles, onde cada um vai dando o seu testemunho e juntos caminharmos por só caminho o do respeito, união e reconciliação nacional “, sublinhou.

Aconselhou ainda a juventude a respeitarem não só os mais velhos mais também os valores morais e cívicos e patrióticos para que a nossa sociedade possa de facto ter homens com uma boa conduta e seguir o exemplo daquele que foi o guia imortal da revolução angolana, Agostinho Neto. (Angop)

nnnn

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA