Moxico: Fraca iluminação das salas dificulta aulas nocturnas do PAAE

salas de aulas .( Foto: Angop)

Luena – A fraca iluminação de salas de aulas dificulta a aderência de educandos para frequência de aulas do Programa de Alfabetização e Aceleração Escolar (PAAE) no período nocturno, afirmaram nesta terça-feira, no Luena, os alfabetizadores afectos ao programa.

salas de aulas .( Foto:  Angop)
Salas de aulas .( Foto: Angop)

Falando à Angop por ocasião do dia internacional da alfabetização, os interlocutores explicaram que os educandos, na sua maioria pessoas adultas, apresentam problemas de visão, factor que impede a boa assimilação da matéria, acabando por desistir.

O alfabetizador da Rede Deolinda Rodrigues, José Carlos, fez saber que algumas pessoas adultas dificilmente aderem às aulas de alfabetização alegando idade avançada para aprender a ler e escrever, preferindo o trabalho do campo em detrimento da formação.

Já Carla Borges, também alfabetizadora, explicou que outros adultos têm vontade de aprender, mas encontram dificuldades em caminhar longas distâncias para chegar à escola, pelo que defende a criação de salas de aulas em condições nas periferias das cidades e vilas.

Os coordenadores das aulas do PAAE, Domingos Chitandula e Bernardo Cahilo, apelaram, por sua vez, as autoridades tradicionais e demais parceiros a intensificarem as acções de mobilização nas aldeias e povoações, para convencer as pessoas sem a formação a aderir às aulas.

O PAAE no Moxico conta no presente ano lectivo com 119.774 educandos, sendo 70.194 do sexo feminino, e 941 membros, entre alfabetizadores, facilitadores, supervisores e 191 salas de aulas distribuídas em todos os municípios. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA