Monarcas que mais tempo ficaram no trono

Estátua da rainha Vitória em frente ao Palácio de Kensington, Londres (Foto de Miguel Medina/AFP)
Estátua da rainha Vitória em frente ao Palácio de Kensington, Londres (Foto de Miguel Medina/AFP)
Estátua da rainha Vitória em frente ao Palácio de Kensington, Londres (Foto de Miguel Medina/AFP)

Elizabeth II baterá no dia 9 de Setembro o recorde de permanência no trono da Inglaterra, marca que pertencia à rainha Vitória, ao completar 63 anos e 216 dias no cargo.

Menos, no entanto, que os 69 anos do rei da Tailândia.

Desde a morte do rei Abdullah da Arábia Saudita, no dia 23 de Janeiro de 2015 aos 90 anos, a rainha Elizabeth da Inglaterra, de 89 anos, é com certeza a monarca mais velha do mundo.

Veja abaixo uma lista dos monarcas mais longevos do mundo:

– Tailândia: o rei Bhumibol Adulyadej, de 87 anos, chegou ao trono no dia 9 de Junho de 1946 pela morte do seu irmão em circunstâncias misteriosas e foi coroado em 1950 com o nome dinástico Rama IX, há 65 anos. Com problemas de saúde, passou vários meses hospitalizado nesse ano.

– Reino Unido: a rainha Elizabeth da Inglaterra, nascida no dia 21 de Abril de 1926, ascendeu ao trono em 8 de Fevereiro de 1952 após a morte de seu pai, George VI, há 63 anos. No dia 9 de Setembro de 2015, baterá o recorde de longevidade no trono, que até então era de sua tataravó, a rainha Vitória, que reinou de 1837 a 1901.

– Brunei: o sultão Hasanal Bolkiah, de 69 anos, considerado um dos homens mais ricos do planeta, reina desde a abdicação de seu pai em Outubro de 1967, há quase 48 anos, neste pequeno país situado na Malásia, na costa norte de Borneo, cujo subsolo é rico em hidrocarbonetos.

-Omã: o sultão Qabus bin Said, de 74 anos, chegou ao trono em 23 de Julho de 1970, há 45 anos, ao derrubar seu pai, que considerava muito conservador. Arquitecto da modernização deste pequeno país que controla, junto ao Irão, o estratégico estreito de Ormuz. Actualmente doente, ainda não designou seus herdeiros.

– Dinamarca: a rainha Margrethe II, de 75 anos, ascendeu ao trono da monarquia mais antiga da Europa no dia 14 de Janeiro de 1972, há 43 anos, após a morte de seu pai.

– Suécia: o rei Carl XVI Gustaf, de 69 anos, sucedeu seu avó em Setembro de 1973, há 42 anos, meses depois da ascensão ao trono de sua prima (prima-irmã), a rainha Margrethe II, da Dinamarca.

O recorde anterior de longevidade no trono na história contemporânea era do imperador japonês Hirohito, que morreu em Janeiro de 1989, aos 87 anos, depois de reinar por 62 anos.

Na Europa, o reinado de Vitória havia sido superado pelo rei Luís XIV da França (72 anos, entre 1643 e 1715) e o imperador Francisco José I da Áustria (68 anos, de 1848 a 1916). (afp.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA