Ministro exige fiscalização

O ministro da Economia, Abraão Gourgel, exigiu sábado, na aldeia de Chitata, município de Londuimbali, na província do Huambo, maior apoio dos comités locais de monitorização na aplicação do crédito agrícola de campanha.

O ministro da Economia, Abraão Gourgel. (Foto ANGOP/Arq.)
O ministro da Economia, Abraão Gourgel. (Foto ANGOP/Arq.)

O ministro, que falava na abertura oficial do ano agrícola e do lançamento do crédito agrícola de campanha, salientou que os comités de monitorização devem envolver-se activamente, para sanar as dificuldades registadas nas épocas anteriores.

Estes comités, constituídos em todos os municípios, são enquadrados pelos governos provinciais. Abraão Gourgel também afirmou que, nesta fase de concessão do crédito agrícola de campanha, é feita uma selecção, por parte do Ministério da Agricultura, para que os camponeses sejam abastecidos por fornecedores idóneos.

O ministro referiu que este instrumento de financiamento, cujo reembolso é feito até Novembro do próximo ano, abrange todas as províncias, sobretudo nas áreas mais promissoras em termos agrícolas, cuja escolha é feita pelo Instituto de Desenvolvimento Agrário.

Abraão Gourgel informou que, na concessão do crédito agrícola de campanha, é dada primazia aos camponeses que desenvolvem a actividade em zonas adaptadas à agro-indústria.

Por sua vez, o ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Afonso Pedro Canga, exortou os agricultores que beneficiam do crédito agrícola de campanha a honrarem os compromissos com os bancos. (Jornal de Angola)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA