Kangamba promete limpeza na equipa

Bento dos Santos Kangamba (Foto: José Soares / JAImagens)
Bento dos Santos Kangamba (Foto: José Soares / JAImagens)
Bento dos Santos Kangamba (Foto: José Soares / JAImagens)

O presidente do Kabuscorp, Bento dos Santos “Kangamba”, assegurou no sábado aos órgãos de comunicação social, que o vice -campeão nacional já trabalha na preparação da próxima temporada futebolística. O “número um” do grémio do Palanca referiu que o objectivo do clube em 2016 é contratar jogadores jovens, disciplinados, com qualidade e mais baratos.

O novo perfil traçado pelo líder e fundador do clube do Palanca, prende-se com o facto de estar a assistir nos últimos tempos, a perpetuação de casos de indisciplina por parte de jogadores que custaram ao Kabuscorp muito dinheiro, mas que não conseguem justificar o valor dos contratos nos jogos da equipa.

“Já estamos a fazer pesquisa no mercado internacional e já fomos à Zâmbia. Estamos a andar noutros países africanos próximos, em  busca de atletas com menos idade e menos preço. Vamos continuar a procurar outros jogadores, porque não vamos estar aqui todos os anos com jogadores viciados. Isso não beneficia nem o Kabuscorp, nem o futebol angolano. Queremos jogadores disciplinados e de qualidade”, afirmou o presidente do popular clube do bairro Palanca.

“O treinador fez uma lista de atletas de que precisa e dos sectores ou das posições, mas também não disse nomes. Falou só de lugares e nós (direcção) estamos a trabalhar para termos o Kabuscorp mais forte, no próximo ano. Mas o campeonato ainda não acabou, vamos ver em que lugar vamos ficar”, acrescentou Bento Kangamba.

O presidente do Kabuscorp deixou perceber ainda, a ideia de querer fazer uma “limpeza no balneário”, embora tenha garantido também que as contratações vão depender muito do desfecho que a equipa possa conseguir na presente época. Se o Kabuscorp fosse o primeiro colocado, de acordo com Kangamba, os níveis de exigências eram maiores, dado o facto da equipa ser obrigada a ter um plantel capaz de discutir o apuramento à fase de grupo da Liga dos Clubes Campeões Africanos.

“A nossa posição no campeonato (actualmente ocupa o quarto lugar com 47 pontos) vai definir a situação do treinador, que é jovem, tem qualidade. Nós também, para tomarmos uma posição sobre o treinador, temos de pensar nisso”, disse.

CONTRATOS
SUSPENSOS

O presidente do Kabuscorp tornou claro, as situações dos jogadores Trésor Mputu Mabi e Issama, ambos com contratos ainda válidos. Os dois jogadores da República Democrática do Congo abandonaram o clube no princípio da época, sem aviso prévio, facto que forçou a direcção do clube angolano a queixar-se à CAF e à FIFA.

“A CAF e a FIFA estão a resolver a situação do Trésor. É um jogador que podemos considerar uma ‘carta fora do baralho’. Apesar de ter regressado ao TP Mazembe, este clube não pode utilizar o jogador durante os próximos três anos, tempo de contrato com o Kabuscorp. Ficou acordado também, que o jogador tem de fazer a devolução do dinheiro do Kabuscorp e fica tudo resolvido”, disse Bento Kangamba, para sublinhar em seguida que o mesmo se passa em relação ao defesa direito Issama, internacional da selecção do Congo Democrático.

“O Issama foi por indisciplina. Depois de ter ficado um tempo no Congo (República Democrática) decidiu regressar, mas nós recusamos o seu regresso ao plantel, porque ele tem um visto de trabalho de um ano e aproveitava para passear. Quando precisávamos dele na equipa, não estava presente e fomos obrigados a prescindir do jogador”, esclareceu.

Bento Kangamba disse a finalizar, que o TP Mazembe, (clube onde está agora a jogar Issama) sabe que o jogador está escrito na Confederação Africana de Futebol (CAF) pelo Kabuscorp do Palanca e não o pode utilizar nas competições africanas de clubes, porque já jogou pelo vice-campeão nacional, este ano, nas eliminatórias de acesso à fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos.
O Kabuscorp pode falhar as provas africanas de 2016.

” CASO RIVALDO”
“Fomos notificados pela FIFA”

A direcção do Kabuscorp do Palanca foi notificada pela Federação Internacional de Futebol Associado (FIFA), através da Federação Angolana de Futebol (FAF), sobre o assunto que envolve o brasileiro Rivaldo, antigo jogador do clube angolano, razão pela qual o clube sente-se em condições de agir em defesa dos seus argumentos, de acordo com o presidente Bento dos Santos “Kangamba”.

O presidente dos palanquinos certificou também, a existência de uma dívida com o jogador, garantiu que a mesma vai ser paga. “Tínhamos ouvido na comunicação social, as punições prometidas pela FIFA, mas já fomos notificados. O Kabuscorp é uma equipa madura e forte, e é claro que vamos trabalhar para darmos a volta ao assunto. Somos uma equipa honesta”, esclareceu Bento Kangamba.

O presidente do Kabuscorp lamentou, por outro lado, o exagero do documento produzido pelos dirigentes da FIFA, porque acredita não terem sido feitos por pessoas que dominam, na totalidade, o histórico do caso que opõe o ex -futebolista brasileiro ao clube angolano. “Como a FIFA está em confusão, devido aos casos de suspeita de corrupção, acredito que as pessoas que tomaram esta decisão não conhecem o processo, mas o Kabuscorp está em condições de resolver, não há nenhum problema”, garantiu. (jornaldosdesportos.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA