Kabuscorp quer regressar às vitórias

Kabuscorp (D.R)

Vice -campeão antevê dificuldades para o jogo desta tarde com a equipa do norte

Kabuscorp (D.R)
Kabuscorp (D.R)

O objectivo de regressar às vitórias no Girabola, é o único propósito que motiva a equipa do Kabuscorp do Palanca, no desafio desta tarde frente ao Sporting de Cabinda, agendado para às 15h30, no estádio do Tafe.

Depois do inesperado empate consentido na jornada anterior, frente ao Sagrada Esperança da Lunda Norte, em Luanda, quando vencia até ao minuto 85, por 2-1, os palanquinos partem para o embate com os sportinguistas, decididos a pôr um ponto final na série de resultados intermitentes que protagonizam na presente temporada futebolística.

Se por um lado, a integração de Lami, Dax e Patrick veio reforçar as opções no meio -campo e no ataque, cujas opções resumiam-se às qualidades de Mpele Mpele, Lami, Mano, Meyong e Jaime Poulson, por outro, o regresso em pleno do guarda-redes Mário, da concentração da selecção, permite à equipa técnica contar com a  melhor referência na baliza.

A reintegração no plantel de alguns jogadores, que no passado recente constituíram opções iniciais de Miller Gomes, pode forçar o treinador do Kabuscorp a efectuar algumas alterações no “onze” de hoje.

Lami e Patrick podem ser opções. Os dois jogadores foram utilizados no único jogo particular efectuado pelo conjunto do Palanca durante a pausa do campeonato, frente ao Progresso do Sambizanga. Embora não tivessem sido titulares, não está colocada de parte a possibilidade de Lami (sobretudo este) entrar no “onze” para o jogo desta tarde em Cabinda.

Quanto a certezas, Mário tem o regresso garantido com o apoio de Silva e Élio (ou Boka) no centro e Lunguinha e Faustino (ou Panilson), nas laterais. Fiston e Kibeixa podem ser os médios mais recuados, pode Miller Gomes apostar num tridente intermédio composto por Mpele Mpele (ou Lami), Mano e Fuki. Meyong vai ser o atacante.

Miller Gomes pode abordar o jogo com o Sporting de Cabinda, com  recurso ao estilo e modelo de jogo que é característico ao Kabuscorp. Ou seja, o experiente treinador campeão, deve manter-se  fiel ao sistema 4X5X1, liderado em campo, pela visão estratégica de jogo de Lami ou Mpele Mpele.

SPORTING DE CABINDA
Leões ameaçam
“devorar” adversário 

O plantel do Sporting de Cabinda, manifestou ontem ao JD, a crença num resultado positivo esta tarde frente ao Kabuscorp do Palanca. Os atletas estão optimistas e acreditam que podem vencer.

Os jogadores abordados mostraram-se ambiciosos e garantem que entraram numa nova era para a ponta final do campeonato. O trinco Isaías afirmou que a vontade de ganhar é tanta, que os seus colegas minimizam o facto do adversário ser o vice -campeão.

“Estamos motivados em defrontar o Kabuscorp do Palanca sem receio. Depois de termos desperdiçados os pontos em casa, queremos melhorar a nossa prestação, nas seis partidas que restam para o término do Girabola”, especificou.

Reiterou que a concentração está centrada  no jogo desta tarde. “Todas as atenções estão viradas para este jogo e tudo faremos para vencer, porque queremos ajudar a equipa a sair da zona aflitiva em que se encontra”, disse para a seguir  acrescentar que a equipa está com garra e ambição para contrariar o favoritismo de todos os adversários.

O guarda-redes Dadão sublinhou que os trabalhos de preparação efectuados durante a semana, no estádio do Tafe, serviram para a equipa técnica corrigir erros defensivos e ofensivos que têm cometido no Girabola, o que tem causado transtornos ao clube.

Frisou que a equipa técnica comandada por Lusaduso Medart priorizou nas sessões, os aspectos defensivos e ofensivos em todos os sectores, para que o Sporting de Cabinda consiga neutralizar o poderio do adversário. (Jornal dos Desportos)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA