Juros da dívida caem após Fed manter juros

(NEGOCIOS)
(NEGOCIOS)
(NEGOCIOS)

As taxas de juro implícitas nas obrigações europeias estão em queda e Portugal não é excepção, com a taxa a 10 anos a recuar mais de 10 pontos base. A aliviar a tensão está a decisão da Fed em manter os juros dos EUA no mínimo histórico.

A taxa de juro implícita nas obrigações a 10 anos de Portugal estão a cair 11,5 pontos base para 2,559%, a “yield” a cinco anos recua 7,6 pontos para 1,244% e a dois anos a descida é de 4,4 pontos para 0,365%.

Esta tendência está a ser partilhada pela generalidade dos países. Em Espanha a taxa a 10 anos está a descer 8,6 pontos para 2,006%, em Itália a queda é de 9,3 pontos para 1,811%, e na Alemanha a descida 9,1 pontos para 0,689%.

A queda das taxas de juro dos países europeus está associada à decisão da Fed de manter o preço do dinheiro dos EUA entre zero e 0,25%. A Fed anunciou que quer mais tempo e mais sinais da economia antes de avançar para uma subida de juros.

“O que é interessante é que o ritmo das subidas de juros em 2016 parece mais brando do que alguns investidores esperavam”, afirmou à Bloomberg Daniel Lenz, estratega na DZ Bank. O que dará espaço de manobra à Europa, numa altura em que se especula que o Banco Central Europeu (BCE) poderá ter de implementar mais medidas para impulsionar a economia. (Jornal de Negocios)

por Sara Antunes

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA