Japão: Comissão do senado adota reforma da lei da Defesa por entre protestos da oposição (Vídeo)

(euronews.com)
(euronews.com)
(euronews.com)

O Japão vai votar a polémica reforma da defesa apesar de semanas de protestos e de uma sessão caótica, ontem, no senado de Tóquio.

A comissão parlamentar de defesa adotou esta madrugada a nova lei que autoriza o exército do país a intervir no estrangeiro, em auxílio de países aliados.

Uma mudança que constitui uma alteração radical da até agora constituição pacifista do país, herdada da segunda guerra mundial.

O debate desta noite no senado foi adiado por várias vezes, com os membros da oposição e manifestantes a tentarem bloquear a sessão.

No exterior do edifício do senado, a polícia deteve pelo menos 13 dos 13 mil manifestantes que rejeitam a medida que, segundo eles poderia arrastar o país para uma guerra ao lado dos Estados Unidos.

O governo do primeiro-ministro Shinzo Abe resiste até agora à pressão das ruas, quando defende a nova lei como uma forma de responder às ameaças vindas da China e da Coreia do Norte.

A nova lei tem ainda que ser votada pelo parlamento e pelo senado japoneses. (Euronews)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA