Huíla: Quipungo quer legalização urgente dos agentes económicos do município

Huíla: José Vitaly - Administrador-adjunto de Quipungo (Foto: Araújo Sebastião)
Huíla: José Vitaly - Administrador-adjunto de Quipungo (Foto: Araújo Sebastião)
Huíla: José Vitaly – Administrador-adjunto de Quipungo (Foto: Araújo Sebastião)

O administrador municipal-adjunto de Quipungo, província da Huíla, José dos Santos Vital, apelou hoje (quarta-feira) os agentes económicos do município a legalizarem, actualizar os alvarás e contribuírem para a tributação, para o fortalecimento da economia nacional.

Em declarações à Angop, no final do encontro que manteve com agentes económicos, afirmou que a reunião visou alertar os operadores económicos para a necessidade de legalizarem a actividade que desenvolvem, pois “até ao momento muitos deles não estão por dentro deste assunto”.

Para José dos Santos Vital a legalização da actividade dos agentes económicos, por via do alvará comercial, vai permitir o aumento das receitas pelo pagamento de impostos derivado da actividade que cada um realiza.

Considerou fundamental a envolvência dos agentes económicos do município, de forma que todos contribuem para os cofres do Estado. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA