Huíla: Detentores de parcelas sem proveito no perímetro das Gangelas perderão título

Área cultivada das Gangelas (Foto: Romme Ananás)
Área cultivada das Gangelas (Foto: Romme Ananás)
Área cultivada das Gangelas (Foto: Romme Ananás)

Oito portadores de títulos de direito de superfície de terra no Perímetro Irrigado das Gangelas, província da Huíla, dos 83 registados, podem perder, ainda este ano, a titularidade dos mesmos, por falta de exercício de actividade nos espaços requeridos.

A informação foi prestada hoje, terça-feira, à Angop, no Lubango, pela administradora técnica da sociedade de gestão do referido perímetro, Josefa da Silva, a propósito de uma orientação que prevê dar uma nova dinâmica à produção, no âmbito da diversificação da economia nacional.

Explicou que os espaços abrangidos perfazem uma área de 89 hectare, uma situação que, segundo a responsável, está a comprometer o verdadeiro objecto social projecto.

“Demos um ultimato para que estes agricultores e camponeses se apresentam-se aos nossos escritórios e eles se comprometeram em começar a trabalhar a terra sob pena de perderem as suas licenças de produção naquela zona”, sublinhou.

Reabilitado em 2009, o perímetro das Gangelas conta com uma barragem com capacidade para contenção de três milhões e 500 mil metros cúbicos de água, um dique de derivação, dois canais que se estendem por 24 quilómetros.

Dispõe ainda de uma área agricultável de mil e 500 hectares. Quando atingir o seu pleno funcionamento prevê-se uma produção de 40 mil toneladas de produtos diversos/ano, com destaque para frutas, hortícolas, leguminosas, cereais e outras culturas de menor relevância.

Este ano, o governo instalou uma mini-hídrica com capacidade para produção de 1,2 megawatts de energia, para alimentar o seu sistema de regadio, numa altura em que se perspectiva abastecer à vila sede futuramente.

A Chibia situa-se a 42 quilómetros a sul do Lubango e conta com uma população composta por 181 mil e 431 habitantes, distribuída nas comunas de Jau, Quihita, Capunda Cavilongo e sede. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA