Huíla: Defendido mais trabalho para expansão do teatro pelo interior da província

TEATRO UNIVERSITÁRIO EM ALTA NO LUBANGO (Foto:josé Filipe)

Lubango – O chefe de departamento de acção cultural e artes da representação local da cultura, Pedro Mussunda, defendeu no Lubango, a necessidade de mais trabalho para a expansão e valorização das artes cénicas pelo interior da província da Huíla, como forma de contribuir para o crescimento da cultura angolana.

TEATRO UNIVERSITÁRIO EM ALTA NO LUBANGO (Foto:josé Filipe)
TEATRO UNIVERSITÁRIO EM ALTA NO LUBANGO (Foto:josé Filipe)

O responsável advogou tal facto, na sexta-feira, quando inaugurava a segunda edição do festival provincial de teatro universitário promovido pela Universidade Mandume Ya Ndemofayo, para saudar os 40 anos de independência nacional a assinalarem-se a 11 de Novembro próximo.

De acordo com ele, o teatro é um meio de comunicação por ser uma arte de representar em várias formas, e é inspirado em factos históricos e reais, constituindo pressupostos fundamentais para a formação cultural da população.

Pedro Mussunda destacou a importância dos fazedores da arte a apostarem na investigação profunda sobre o teatro nas comunidades, em prol da sua consolidação e aumento de valores culturais que se pretendem.

A segunda edição do festival de teatro que se realiza sob o lema: “Teatro é vida”, envolve grupos provenientes de distintas unidades orgânicas públicas e privadas sediadas nesta urbe, nomeadamente, ISPI, ISPT, UESA, ISCED, ISPH, faculdade de economia, de direito e Gregório Semedo e termina este domingo.

Venceu a edição de 2014, o grupo teatral da Faculdade de Economia da Universidade Mandume.(portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA