Huambo: Vice-governador realça empenho para tornar a província em região de referência

HUAMBO: VICE-GOVERNADOR PARA O SECTOR TÉCNICO E INFRA-ESTRUTURAS, CALUNGA FRANCISCO QUISSANGA (Foto: Edilson Domingos)

Huambo – O vice-governador para os serviços técnicos e infra-estruturas do Huambo, Calunga Francisco Quissanga, disse, na sexta-feira, que o Governo local está empenhado em fazer da província uma região de referência, contando, para o efeito, com o apoio dos munícipes.

HUAMBO: VICE-GOVERNADOR PARA O SECTOR TÉCNICO E INFRA-ESTRUTURAS, CALUNGA FRANCISCO QUISSANGA (Foto: Edilson Domingos)
HUAMBO: VICE-GOVERNADOR PARA O SECTOR TÉCNICO E INFRA-ESTRUTURAS, CALUNGA FRANCISCO QUISSANGA (Foto: Edilson Domingos)

O responsável expressou o facto, durante o acto de abertura das festas da cidade do Huambo, que completa 103 anos no dia 21 deste mês.

Disse que o desenvolvimento sustentável da região depende também do envolvimento daqueles que escolheram esta província para viver.

Afirmou que a paz permitiu reconstruir diversas infra-estruturas na província, oferecendo mais hospitais, escolas, fábricas e outras infra-estruturas indispensáveis para o bem-estar da população.

Calunga Quissanga realçou que os munícipes desta região, inspirados nos inúmeros ganhos que a paz tem proporcionado, devem, de forma consciente, organizada e disciplinada, participar activa e massivamente nas actividades alusivas a comemoração dos 103 anos da cidade, exaltando os valores culturais da região.

Apelou a juventude no sentido de associarem-se as comemorações, emprestando o seu calor nas mais variadas actividades, culturais, desportivas, bem como demostrar actos de  solidariedade, respeito pelas autoridades e instituições.

A sessão de abertura das festas da cidade do Huambo foi marcada por uma palestra subordinado ao tema “Huambo, província em mudança, 103 Anos pelo desenvolvimento social, dentro do espirito do 40º aniversário da Independência nacional”.

Testemunharam o actoa, membros do governo, da Polícia nacional e efectivos das Forças Armadas Angolanas (FAA). (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA