Huambo: Programa de combate à fome e à pobreza com resultados satisfatórios

HUAMBO: VÁRIAS INFRAESTRUTURAS SURGE NO QUADRO DO PROGRAMA DE COMBATE À POBREZA (Foto: Edilson Domingos)

Katchiungo – Os resultados do programa de Desenvolvimento Rural, Combate à Fome e à Pobreza na província do Huambo foram considerados, terça-feira, na comuna de Chinhama, município de Cachiungo, satisfatório, pelo director Nacional da Unidade Técnica de Combate à Fome e à Pobreza, Boa António Pedro.

HUAMBO: VÁRIAS INFRAESTRUTURAS SURGE NO QUADRO DO PROGRAMA DE COMBATE À POBREZA (Foto: Edilson Domingos)
HUAMBO: VÁRIAS INFRAESTRUTURAS SURGE NO QUADRO DO PROGRAMA DE COMBATE À POBREZA (Foto: Edilson Domingos)

O responsável expressou o facto no final da visita a várias infra-estruturas construídas nos municípios do Huambo e Cahiungo, que estão a contribuir para a melhoria da qualidade de vida da população.

Boa António Pedro mostrou-se particularmente satisfeito com os resultados das acções relacionadas com o melhoramento do abastecimento de água potável, assistência médica e medicamentosa, extensão da rede escolar, merenda escolar e das infra-estruturas rodoviárias nas duas áreas visitadas.

“Constatamos um crescimento na construção de equipamentos sociais no domínio da educação, saúde, agricultura, sistemas de água, mas ainda há necessidade de se fazer uma manutenção dessas infra-estruturas para servirem outras gerações e o aumento de técnicos para as unidades sanitárias que estão a ser construídas”, asseverou.

Afirmou que as acções que visam o aumento da produção alimentar e da renda das comunidades rurais, tal como agricultura e a criação das condições para o escoamento dos produtos do campo para os principais centros de consumo, merecem uma especial atenção para se criar a auto-suficiência alimentar e postos de emprego.

O director Nacional da Unidade Técnica de Combate à Fome e à Pobreza elogiou ainda a iniciativa da administração do Cachiungo na racionalização dos recursos alocados para execução do programa, um modelo que deve ser seguido por outras administrações do país.

Nesta perspectiva, o responsável apelou aos administradores municipais no sentido de racionalizarem os recursos alocados para o referido programa, por forma a se atingirem os objetivos traçados pelo Governo, devendo as infra-estruturas reunir consenso da população beneficiária.

Por seu turno, o vice-governador para o sector económico e produtivo do Huambo, Joaquim da Conceição, admitiu que existem municípios mais avançados na implementação do programa de combate à pobreza e apelou aos administradores dos municípios menos desenvolvidos a imprimirem a mesma dinâmica.

O director da Unidade Técnica de Combate à Fome e á Pobreza, durante a sua estada na província do Huambo, visitou escolas, postos de saúde, programa da agricultura da comuna de Calima e Chinhama, sistemas de abastecimento de água e estradas terraplanadas. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA