Huambo: Membros da OPA aprendem mais sobre os símbolos nacionais

Presidente da OPA, António Rosa (Foto: Henri Celso)
Presidente da OPA, António Rosa (Foto: Henri Celso)
Presidente da OPA, António Rosa (Foto: Henri Celso)

Mais de trezentas crianças da OPA e alunos de distintas escolas do I ciclo do município do Huambo participaram, sábado, nesta cidade, nas Jornadas Patrióticas “Conheça os símbolos”, promovidas pela referida organização.

Na ocasião, o presidente Nacional da OPA, António Rosa, fez saber que as jornadas têm por objectivo transmitir aos pioneiros valores patrióticos através do conhecimento minucioso e aprofundado dos símbolos nacionais, por serem a continuidade do futuro da nação.

Disse que se pretende, com iniciativa a ser realizada nas 18 províncias do país, contribuir na mudança de atitudes e comportamentos negativos e na criação de condições para o desenvolvimento integral dos cidadãos.

“Pretendemos cada vez mais reafirmar o espírito patriótico nos petizes, como o sentimento de orgulho, amor e respeito à pátria, assim como os valores morais e cívicos, tidos um conjunto de regras adquiridas através da cultura, da educação e da tradição do quotidiano que orienta o comportamento humano dentro da sociedade”, afirmou.

Salientou que a moral, o civismo e o patriotismo são virtudes que estão em risco na sociedade angolana, o que preocupa a sua organização, daí a realização das jornadas patrióticas.

Para si, é imperiosa a sensibilização dos angolanos, sobretudo os mais pequenos, sobre a valorização da pátria, como um bem precioso que necessita de filhos queridos.

Numa mensagem lida pela pequena Jussara Manuel Morbem, os pioneiros consideraram as jornadas patrióticas um esforço da organização que vem galvanizar o amor à pátria, o respeito pelos símbolos nacionais e pelo estudo, para serem verdadeiros quadros na condução dos destinos do país.

Prometeram pôr em prática os conhecimentos adquiridos e transmitir as demais crianças, visando o reforço do patriotismo no seio dos angolanos.

A sessão foi marcada por momentos culturais, entre poesia, dança e música, protagonizados por crianças em grupos e de forma individual. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA