Huambo: Identificadas zonas vulneráveis em descargas atmosféricas

(DR)
(DR)
(DR)

O Serviço de Protecção Civil e Bombeiros na província do Huambo anunciou hoje, quarta-feira, nesta região, as zonas mais vulneráveis em termos de descargas atmosféricas, um fenómeno natural muito comum na época chuvosa e que tem causado mortes.

O porta-voz da corporação, Abel Kangombe, disse que dos 11 municípios que compõem esta província, seis estão entre os que apresentam elevado risco, referindo-se aos do Huambo, Caála, Cachiungo, Mungo, Londuimbali e Bailundo.

Quanto aos demais (Ecunha, Longonjo, Ucuma, Chicala-Cholohanga e Chinjenje), a fonte referiu não estarem isentos de descargas atmosféricas, todavia em menor escala e intensidade dos raios.

Abel Kangombe apelou, no entanto, à população a acatar todas as medidas de prevenção contra as descargas atmosféricas, entre as quais a de não se abrigar por baixo de árvores enquanto estiver a chuver.

Por outro lado, tendo em conta o aproximar de mais uma época chuvosa, o porta-voz do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros na província do Huambo recomendou os cidadãos que vivem em zonas de risco a mudarem-se para áreas mais seguras.

Disse que a província do Huambo vai registar, de acordo com o centro de coordenação operacional, chuvas muito acima da média, sendo certo que o rasto de destruição nas zonas de risco pode ser maior, caso não forem tomadas as medidas preventivas.

“Lamentavelmente temos muitas casas construídas em locais que não oferecem segurança em tempo de chuva, resultando em mortes e incalculáveis prejuízos materiais”, manifestou. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA