Habitação social: Grupo AB assina contrato com instituição de microfinanças KixiCrédito

(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)

O protocolo prevê a abertura de uma linha de crédito para camponeses interessados em comprar casas T3, num novo projecto habitacional da empresa que está a ser erguido no Zango 3, município de Viana.

O grupo AB, empresa vocacionada para a construção de casas sociais, assina nesta sexta-feira um contrato com a KixiCrédito, instituição de microcrédito, para a abertura de uma linha de crédito destinada aos interessados em adquirirem residências num novo projecto habitacional da instituição em curso no Zango 3, município de Viana.

De acordo com Baptista Mateus, sócio-gerente do grupo AB, que avançou o facto ao Expansão, cada interessado em comprar uma residência no projecto, denominado “KixiCasa”, e que não tenha como a pagar o valor total, poderá beneficiar entre 1,5 milhões Kz e 2 milhões Kz da linha de crédito que será aberta pela KixiCrédito para a cobertura de 50%. Explicou que o crédito será disponibilizado em parcelas mensais.

“Estamos há 60 dias de construção no projecto do Zango 3 e temos já celebrados contratos com alguns camponeses, que são o nosso grupo-alvo para esta iniciativa”, referiu. No projecto KixiCasa, explicou, cada família que quiser aderir ao programa terá de dar a entrada de 50% do pagamento, a que se deverá seguir a apresentação de uma proposta ao grupo AB, em que terá de dar conta da sua incapacidade em pagar numa única prestação a sua residência, cabendo à empresa fazer chegar a mesma à KixiCrédito para que esta possa financiar parte do custo.

O novo projecto habitacional do grupo AB, que está a ser erguido numa área de 46 hectares, terá 1.500 residências T3, cada uma com um custo que varia entre 2 milhões Kz e 2,5 milhões Kz, segundo Baptista Mateus.

As habitações, de carácter evolutivo, precisou, vão ocupar uma área de 250 metros quadrados. O responsável fez saber que o novo projecto do Zango 3 é um investimento de 9 milhões USD, qualquer coisa como 1.000 milhões Kz. Com a parceria, de tempo indeterminado, disse, a empresa pretende atingir as 18 províncias do País, dentro do primeiro semestre do próximo ano.

“Primeiramente vamos começar pelo Huambo, Kwanza Sul, Malanje, Uíge, Kwanza Norte (o projecto começará no Dondo e depois seguirá para N´dalatando), bem como Moxico”, adiantou o sócio- -gerente do grupo AB. Apontou o excesso de burocracia no País como uma das maiores dificuldades que a empresa enfrenta.

“O nosso mercado ainda é muito fechado e, de certa forma, isso tem prejudicado o crescimento de empregabilidade”, lamentou. Construção da igreja católica “a bom ritmo” Por outro lado, Baptista Mateus notou que o projecto de construção da igreja católica no bairro Sapu, avaliado em 1 milhão USD, cerca de 126,9 milhões Kz, como parte de um acordo de permuta de um terreno de dois hectares, decorre a bom ritmo.

Sobre a KixiCrédito

A KixiCrédito é uma instituição de microfinanças licenciada pelo Banco Nacional de Angola (BNA), constituída com capitais 100% angolanos. A empresa tem como principal propósito oferecer oportunidades de inclusão financeira à população de baixa renda.

A celebração do contrato de abertura de uma linha de crédito para a aquisição de residências no projecto habitacional do grupo AB, no Zango 3, segundo Baptista Mateus, enquadra-se nas comemorações do 10.º aniversário da Kixi-Crédito. (expansao.ao)

Por: Silvana Tchissuleno

1 COMENTÁRIO

  1. Procurei tanto pelo vosso projecto a começar do Zango1, até Zango 4 e não encontrei e outras pessoas desconhecem o projecto e me pareceu que não existe.

    Escritório e endereço para localizar, não existe.

    Este é o meu contacto 926 47 19 31 estou interessado em aderir.

DEIXE UMA RESPOSTA