Governo são-tomense apresenta plano de amortização da dívida

Centro da cidade de São Tomé (RFI/Miguel Martins)
Centro da cidade de São Tomé (RFI/Miguel Martins)
Centro da cidade de São Tomé
(RFI/Miguel Martins)

Uma delegação do FMI encontra-se actualmente em São Tomé e Príncipe no intuito de analisar com o Governo as modalidades de uma amortização da dívida pública do país.

O Governo são-tomense concebeu um plano para amortização da dívida pública para médio e longo prazos. Um plano que conta com o apoio técnico-financeiro do Fundo Monetário Internacional (FMI), que prevê ainda a redução do défice primário e aumento da pressão fiscal para que o país atinja um nível aceitável, visando a mobilização de receitas internas.

O plano vai ser implementado para breve segundo o ministro são-tomense das Finanças, Américo Ramos.

O preço do combustível praticado no mercado tem sido inferior àquilo que se pratica em relação ao preço do barril de petróleo. Nós engajámos no âmbito desse programa, um plano de amortização a médio prazo desses atrasados“, afirmou.

De acordo com o FMI, o programa será avaliado semestralmente e visa o crescimento da economia são-tomense.

Entretanto São Tomé e Príncipe e o Banco Mundial chegaram a um entendimento para que esta última instituição financeira atribua anualmente ao país, 5 milhões de dólares, para apoiar o orçamento geral de Estado e outras acções, avançou ainda Américo Ramos.

Esse acordo está sendo trabalhado e deve concluir dentro de dias para trazer para o nosso orçamento cerca de cinco milhões de dólares anualmente“, concluiu. (rfi.fr)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA