Georges Chikoti fala com corpo diplomático sobre Segurança Marítima

Edifício do MIREX (Foto: Clemente Santos)
Edifício do MIREX (Foto: Clemente Santos)
Edifício do MIREX (Foto: Clemente Santos)

O ministro das Relações Exteriores, Georges Chikoti, vai reunir-se, quinta-feira, em Luanda, com o corpo diplomático acreditado em Angola, para apresentação da Conferência Internacional sobre Segurança Marítima e Energética, a ter lugar na capital angolana, de 7 a 9 de Outubro.

No encontro deverão participar também os membros da Comissão Nacional, criada em Despacho Presidencial, nomeadamente, os ministérios com responsabilidades ligadas à segurança marítima e energética, à salvaguarda da defesa e a soberania nacional e promoção do desenvolvimento do país, avança uma nota de imprensa do Mirex (Ministério das Relações Exteriores), enviada à Angop.

A conferência poderá contribuir para os esforços regionais sobre segurança marítima e permitir uma maior coordenação e cooperação na matéria, com benefícios para todos os países concernentes.

O Executivo Angolano, com o apoio dos governos dos Estados Unidos da América (EUA) e da Itália, considerou ser estrategicamente necessária a realização de uma Conferência Internacional sobre Segurança Marítima e Energética de nível Ministerial, em Luanda, no segundo semestre de 2015.

O fórum visa contribuir para o reforço das iniciativas nacionais e regionais na resposta às ameaças na costa atlântica, em especial no Golfo da Guiné, lê-se na nota.

Segundo o comunicado, para Angola, é fundamental a definição e a aplicação de uma estratégia marítima que responda efectivamente às ameaças e oportunidades contemporâneas no quadro do desenvolvimento da denominada “economia azul”.

Com a Conferência Internacional sobre Segurança Marítima e Energética pretende-se obter como resultados a aprovação da Declaração de Luanda sobre Segurança Marítima e Energética, bem como recolher ideias e experiências para a posterior elaboração de uma Estratégia de Segurança Marítima Nacional mais consentânea com os interesses, as oportunidades e o papel regional de Angola.

A Conferência Internacional de Segurança Marítima e Energética está a suscitar interesse no seio dos países que se preocupam com a segurança marítima na região e, consequentemente, com a salvaguarda dos seus interesses económicos e a protecção das suas linhas de abastecimento energético. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA