G7 e Estados do Golfo prometem US$ 1,8 biliões de ajuda a refugiados

(Foto de Bulent Kilic/AFP/Arquivos)
(Foto de Bulent Kilic/AFP/Arquivos)
(Foto de Bulent Kilic/AFP/Arquivos)

O G7, grupo das sete economias mais desenvolvidas do mundo, e alguns Estados do Golfo Pérsico prometeram nesta terça-feira entregar US$ 1,8 bilião a agências da ONU que ajudam os refugiados sírios.

“Concordamos em entregar juntos US$ 1,8 biliões a organismos das Nações Unidas encarregados da ajuda internacional, em especial para a agência que se ocupa dos refugiados e para o Programa Mundial de Alimentos”, declarou à imprensa o ministro alemão das Relações Exteriores, Frank Walter Steinmeier.

O compromisso ocorre após o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, comunicar aos líderes mundiais, na abertura da Assembleia Geral, que as agências de ajuda humanitária do organismo internacional estão “quebradas”.

O anúncio da ajuda financeira foi realizado após uma reunião de ministros das Relações Exteriores do Grupo dos sete países mais desenvolvidos – Grã-Bretanha, Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão e Estados Unidos – com seus homólogos de Kuwait, Catar, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e outros ministros europeus.

A ONU trata de ajudar cerca de 60 milhões de deslocados por conflitos, o maior número desde o final da Segunda Guerra Mundial, incluindo milhões de sírios que tentam entrar na Europa. (afp.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA