França vende porta-helicópteros ao Egito (vídeo)

(REUTERS/ Stephane Mahe)
(REUTERS/ Stephane Mahe)
(REUTERS/ Stephane Mahe)

Eram para ter como destino a Rússia, mas as sanções obrigaram o presidente François Hollande a repensar.

O Vladivostok e o Sebastopol, os dois porta-helicópteros franceses Mistral vão, afinal, ser vendidos ao Egito.

O acordo foi agora alinhavado entre Hollande e o presidente egípcio, o general al-Sissi.

O montante da venda não foi revelado, mas o governo francês já anunciou que não vai haver prejuízo. A França vai ter de indemnizar a Rússia por ter anulado o acordo.

O valor a pagar deve cifrar-se em pouco menos de mil milhões de euros, correspondentes ao sinal que já foi pago pelos russos, mais a indemnização. Os navios iriam ser vendidos à Rússia por 1,2 mil milhões.

O Egito não é um cliente novo. A França tinha já vendido 24 caças-bombardeiros Rafale. (euronews.com)

por Ricardo Figueira | com AFP, REUTERS

DEIXE UMA RESPOSTA