Filho de costureira e vindo de escola pública, menino supera barreira e estudará em Portugal

(Reprodução/Inter TV)
(Reprodução/Inter TV)
(Reprodução/Inter TV)

Coração apertado de saudade antecipada, mas explodindo de alegria e orgulho. Essa é a situação de Marileia Maia, costureira de São Fidélis, no Rio de Janeiro, que viu seu filho Elias realizar o sonho de passar em uma universidade da Europa.

De origem extremamente humilde, Elias sempre foi estudioso, diz a mãe. Não a toa passou em oito universidade, sendo três delas estrangeiras e outras cinco brasileiras — duas privadas e três públicas. Com a opção, vai cursar engenharia civil na Universidade de Coimbra, em Portugal.

Chegando em solo português, Elias passará a fazer parte de uma das mais renomadas universidades da história. Para chegar até lá, fez 813 pontos em matemática no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e acabou sendo chamado. Uma trajetória extremamente vitoriosa para quem passou toda a vida em escolas públicas.

“Só estudei mesmo para o ensino médio, não me preparei para o vestibular, não fiz nenhum curso específico não. No começo eu não imaginava. Se você tem um foco, se tem um objetivo, se você mirar naquela meta talvez você não consiga aquela meta, mas vai conseguir algo muito bom. Foi o que eu fiz”, explica Elias ao portal G1.

Quem se emociona muito com a história é a mãe. Segundo ela, já houve tempos em que não podia dar ao menino nem o dinheiro para almoçar. Mesmo assim, afirma que o filho nunca deixou de persistir nos estudos e, por isso, agora comemora a passagem em uma das mais conceituadas universidades do mundo. Orgulhosa, Marileia diz que “sempre soube”que o filho chegaria lá.

O coração orgulhoso da mãe, agora, vai ter que se acostumar com a distância. O menino já está de malas prontas para Coimbra e deverá voltar pouco ao Brasil nesses tempos de universidade. Confiante, o menino diz que a ficha “ainda está caindo” e, ansioso, espera o começo das aulas e a realização completa de um sonho que ele — ao lado de sua mãe — fez virar verdade. (Yahoo)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA