Facilitada a venda de bens do campo

(expansao.co.ao)

A rede de comercialização de produtos agro-pecuários na província da Lunda Norte está agora melhor servida com o lançamento, na semana finda, do Programa de Aquisição de Produtos Agro-pecuários (PAPAGRO).

(expansao.co.ao)
(expansao.co.ao)

O Programa de Aquisição de Produtos Agro-pecuários tem como objectivo dinamizar a produção nacional através da aquisição de excedentes para os principais centros logísticos de distribuição e consumo.

O director provincial do Comércio em exercício na Lunda Norte, Mendes Ferreira, sublinhou estarem, assim, criadas as condições que permitem estimular os níveis de produção agrícola através da dinamização da rede de apoio aos camponeses da região, com o aumento da renda e dar corpo às políticas de diversificação da economia local, centrada na matriz da exploração de diamantes.

Mendes Ferreira disse que com a disponibilização de meios de transporte e a criação da figura de agente logístico rural, que tem a missão de promover acções para fomentar o crescimento e o desenvolvimento da actividade comercial de produtos do campo, insumos e outros serviços agrícolas, os agricultores da Lunda Norte têm agora tudo para aumentar a sua produção.

Para dar resposta às dificuldades que os camponeses e agricultores enfrentam, relacionadas com a falta de circuitos comerciais, foi criada a estratégia nacional do comércio rural e empreendedorismo, com um conjunto de acções baseadas em programas económicos de apoio à actividade do campo.

Numa primeira fase, a província tem um agente logístico rural e uma viatura destinada à transportação de produtos agro-pecuários adquiridos no campo para o Centro Logístico de Distribuição (CLOD) de Luanda.

De acordo com Mendes Ferreira, o agente logístico rural tem a missão de estabelecer parceria com os agricultores e camponeses para a compra de produtos que, por sua vez, são vendidos aos armazéns centrais de Luanda. O responsável disse ser necessário a criação de um conjunto de infra-estruturas logísticas voltadas aos circuitos comerciais e uma rede de distribuição que possibilita o abastecimento de produtos e bens de consumo essenciais para a redução da importação.

Neste momento, estão a ser criadas as condições para se dar início aos trabalhos de montagem do centro local de logística e distribuição de produtos agro-pecuários, localizada ao longo da Estrada Nacional 225, numa área de três hectares. O presidente da Unaca-Federação dos Camponeses da Lunda Norte, Daniel Mutambuleno, disse ao Jornal de Angola que há muito que se esperava pela abertura do Papagro na região, por servir de tónico para incentivar os camponeses e agricultores a aumentarem a produção e a produtividade.

Tendo em conta a dimensão territorial da província da Lunda Norte, aliado aos níveis de produção em grande escala que regista actualmente, Daniel Mutambuleno disse que seriam necessários pelo menos três agentes logísticos para responder às solicitações dos potenciais fornecedores de produtos do campo. (jornaldeangola.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA