Expo2015: Vice-presidente fala dos esforços para diversificação da economia

Vice-Presidente da República, Manuel Vicente (Foto: Angop)

Milão – O Executivo angolano tem vindo a desenvolver acções planeadas e articuladas por formas a assegurar a diversificação e a expansão da produção e do consumo de alimentos, a geração de empregos, a melhoria da escolarização e do atendimento médico e medicamentoso, maior acesso ao abastecimento de água potável e a distribuição de energia eléctrica.

Vice-Presidente da República, Manuel Vicente (Foto: Angop)
Vice-Presidente da República, Manuel Vicente (Foto: Angop)

O anúncio foi feito hoje, quinta-feira, em Milão, pelo Vice-presidente da República, Manuel Domingos Vicente, quando representava o Presidente José Eduardo dos Santos na cerimônia do Dia Nacional de Angola na Expo Milão 2015, que decorre na Itália.

Discursando no alto, o Vice-presidente disse que a formação técnica e profissional, o uso da ciência e da tecnologia ecologicamente correctas, visando o aumento da produtividade, são factores importantes para a preservação e optimização dos recursos para a sustentabilidade do desenvolvimento agrícola.

Por isso, explicou, os nossos programas agrícolas, no âmbito do Plano Nacional de Desenvolvimento 2013-2017, constituem importantes referências a partilhar nos múltiplos contactos a efectuar aqui no nosso pavilhão, bem como por ocasião das conferências, fóruns de negócios e workshops que ocorrem durante os 180 dias desta feira mundial.

“Nao posso também deixar de ressaltar o facto desta Expo se realizar sob o lema – o Planeta, Energia para a Vida”, que está em linha com a preocupação do nosso país em diversificar a sua economia, relançando para o efeito a agricultura”.

“Com efeito, saudamos a Organização da Expo Milano 2015 pelo realce conferido não só à agricultura, mas também à alimentação e nutrição em geral, à água e energia, à agro-indústria e agro-negócio e ao desenvolvimento sustentável como tópicos e subtópicos deste evento internacional”‘, acrescentou.

Para o governante são temas que se inscrevem na estratégia da República de Angola para o combate à fome e à pobreza a fim de a longo prazo atingirmos um estado de Segurança Alimentar e Nutricional. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA