Exame aponta que ensino de SP tem qualidade superior à média do Brasil

As provas aplicadas a estudantes do 3º ano do Ensino Fundamental identificaram melhora em todas as áreas avaliadas (SP.GOV.BR)
As provas aplicadas a estudantes do 3º ano do Ensino Fundamental identificaram melhora em todas as áreas avaliadas (SP.GOV.BR)
As provas aplicadas a estudantes do 3º ano do Ensino Fundamental identificaram melhora em todas as áreas avaliadas (SP.GOV.BR)

Resultados da Avaliação Nacional da Alfabetização mostram que SP melhorou os índices tanto em Português como em Matemática.

Os alunos da rede estadual paulista se destacaram nos índices referentes à escrita, leitura e matemática, segundo dados da ANA (Avaliação Nacional da Alfabetização) de 2014, divulgados na tarde desta quinta-feira (17).

As provas aplicadas a estudantes do 3º ano do Ensino Fundamental identificaram melhora em todas as áreas avaliadas. Além disso, o exame nacional aponta que São Paulo está à frente da média do Brasil em todos os itens avaliados.

Em escrita, por exemplo, São Paulo mais que dobrou o número de alunos em níveis mais avançados, passando de 40,22% para 85,25%. Já no nível 5, ou seja, o de maior excelência, as escolas estaduais paulistas passaram de 2,58%, em 2013, para 20,24%, em 2014.

Na avaliação nacional, 85,25% dos alunos paulistas estão dentro ou acima do nível adequado na parte escrita, enquanto somente 65,54% dos alunos em todo país se encontram neste patamar. Já em matemática, os alunos da rede estadual estão mais de 20 pontos percentuais à frente do índice nacional.

O bom desempenho é fruto de políticas educacionais já consolidadas com foco específico nos anos iniciais, como o programa Ler e Escrever e o Emai, ensino de matemática.

Vale destacar que as escolas paulistas alfabetizam seus alunos um ano antes do que o restante do país. De acordo com o último Saresp, que avalia as escolas da rede, 98,7% dos alunos do 2º ano do Ensino Fundamental já sabem ler e escrever.

Avaliação Nacional da Alfabetização

A prova foi aplicada em 2014 para os estudantes do 3º ano do Ensino Fundamental que frequentam a rede pública de ensino e avaliou o desempenho dos estudantes em escrita, leitura e matemática.

Os estudantes são classificados em níveis que vão de 1 ao 5. Em leitura, é considerado resultado inadequado o nível 1, em escrita, os níveis 1 ao 3 e, em matemática, são apontados com insuficientes os níveis 1 e 2. (SP.GOV.BR)

Do Portal do Governo do Estado

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA