EUA ‘possuem indicações’ de que Rússia já começou golpes aéreos na Síria

(Sputnik/ Host Photo Agency / Vladimir Vyatkin)
(Sputnik/ Host Photo Agency / Vladimir Vyatkin)
(Sputnik/ Host Photo Agency / Vladimir Vyatkin)

O Ministério da Defesa da Federação da Rússia informou que os aviões da Força Aeroespacial russa começaram a realizar ataques aéreos contra as posições do Estado Islâmico na Síria.

Mais cedo, uma fonte nos EUA precisou que Moscovo tinha notificado Washington de que iria dar inicio os golpes aéreos contra o Estado Islâmico na Síria.

Informações sobre o início dos ataques surgiram mais cedo nesta quarta-feira, mas agora veio a confirmação oficial.
Segundo algumas fontes, a Rússia pediu que a coligação, liderada pelos EUA, que têm realizado operações contra o Estado Islâmico, retirasse a sua aviação do céu sírio. Agora, o Pentágono afirmou que não o irá fazer e que a coligação iria continuar os seus ataques aéreos no Iraque e na Síria.

Mais cedo nesta quarta-feira (30), o Conselho da Federação (câmara alta do parlamento russo) aprovou um projecto proposto pelo presidente da Rússia, Vladimir Putin, que autorizava o envio das suas Forças Armadas para o estrangeiro.

Segundo as autoridades, tratava-se só da Força Aérea russa, que iria prestar ajuda aos sírios exclusivamente no combate ao

Estado Islâmico (grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países).

Esta ajuda vem depois de um pedido oficial de Damasco.

Os primeiros aviões russos já descolaram rumo à Síria. (sputniknews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA