Empresa imobiliária tem 500 milhões para investir no retalho em Portugal e Espanha

(Jornal de Negócios)
(Jornal de Negócios)
(Jornal de Negócios)

A Redevco Iberian Ventures está interessada em investir em centros comerciais, retail parks e em comércio de rua e inicia a actividade com uma carteira de activos de 110 milhões. São 500 milhões de euros que tem para investir na Península Ibérica.

A gestora de imóveis de retalho Redevco e a gestora de activos Ares Management juntaram-se com o objectivo de comprar activos imobiliários em Portugal e Espanha.

Desta união nasceu a Redevco Iberian Ventures que tem 500 milhões de euros para adquirir e gerir centros comerciais, retail parks e comércio de rua na Península Ibérica.

A sua criação foi anunciada pelas duas empresas em comunicado esta quarta-feira, 9 de Setembro.

A Redevco Iberian Ventures vai nascer assim com uma carteira de activos no valor de 110 milhões de euros e vai procurar usar “as profundas relações existentes dos seus membros em Portugal e em Espanha para procurar e executar potenciais investimentos”.

A sua liderança vai ser assegurada por Israel Casanova Lafuente e Rafael Aviles em nome da Redevco e da Ares respectivamente.

O director europeu da Ares, Bill Benjamin, sublinhou que a escala mundial da sua empresa juntamente com a “profunda experiência da Redevco no imóveis de retalho, particularmente no mercado português e espanhol, vão colocar a Redevco Iberian Ventures numa boa posição para procurar oportunidades de investimento, como temos vindo a assistir neste mercado ressurgente”.

A norte-americana Ares gere 88 mil milhões de dólares em activos e conta com mais de 15 escritórios nos Estados Unidos, Europa e Ásia. Já a Redevco tem a sua sede em Amesterdão e gere 420 imóveis de retalho por toda a Europa.

Foi em 2004 que a Redevco comprou um edifício à Cushman & Wakefield na Rua Augusta em Lisboa que veio depois a ser ocupado pela cadeia de retalho têxtil H&M. (Jornal de Negócios)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA