Dono da PT Portugal continua a investir e não vai parar tão cedo

(DR)
(DR)
(DR)

Altice teve de acordar a venda da Cabovisão e da Oni para poder consumar a compra da PT Portugal.

Patrick Drahi ficou conhecido do público português quando se soube que era a francesa Altice que ia tomar conta do destino da PT Portugal. Porém, os 7,4 mil milhões de euros que a Altice pagou pela PT Portugal não foi o único investimento multimilionário feito no último ano e meio, nem sequer o maior. E a promessa de Drahi é que os investimentos são para continuar.

No último ano e meio, como contabiliza o Público, foram já 45 mil milhões de euros de investimento por parte de Drahi. Além da aquisição em Portugal, destacam-se compras como a da Suddenlink, por oito mil milhões de euros, e a aquisição anunciada na última quinta-feira da norte-americana Cablevision, por mais de 15 mil milhões de euros.

A promessa do terceiro homem mais rico de França, um gestor que ficou conhecido por admitir que “paga o menos que pode” porque “não gosta de pagar salários”, como referiu à Variety, é que os investimentos são para continuar. E o mercado norte-americano é um dos principais alvos.

Apesar de já este ano ter falhado a aquisição da Time Warner, que perdeu para a Charter, Patrick Drahi vai continuar a investir e o New York Times salienta mesmo que podemos esperar uma capacidade da Altice, para investir, superior a 25 mil milhões de euros.

O ‘desabafo’ recente do gestor ajuda a entender o nível de motivação: “somos muito pequenos”, disse o dono da PT Portugal, logo após a compra da Cablevision. Nesta fase, as telecomunicações e os mercados de media são prioridades. Mas o mobile adivinha-se como uma das próximas apostas. (Noticiasaominuto)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA