Dinamarca: 200 migrantes impedidos de seguirem para a Suécia

(Euronews)
(Euronews)
(Euronews)

A Dinamarca impede cerca de 200 migrantes de seguirem viagem para a Suécia.

Oriundos da Alemanha, alguns homens e mulheres tentaram escapar às autoridades numa estação ferroviária fronteiriça, mas foram intercetados e mais tarde levados até um campo de acolhimento para refugiados.

Os que ficaram no comboio em Rodby recusam sair da composição. Não querem ser registados no país.

As ligações ferroviárias entre a Alemanha e a Dinamarca estão interrompidas devido a um controlo reforçado de passaportes, anunciou a empresa dos caminhos-de-ferro.

O governo de centro-direita dinamarquês está a cortar nas ajudas aos refugiados, daí que o país seja evitado.

Outros 300 migrantes deixaram uma escola em Frøslev, no sul para iniciarem uma marcha a pé em direção a Malmo na Suécia. É a segunda vez que um episódio semelhante acontece.

A polícia fechou a autoestrada e está a tentar solucionar o problema com a chegada intérpretes para iniciar o diálogo.

A par da Alemanha, a Suécia é um dos países com melhores condições para quem obtém o estatuto de refugiado. (Euronews)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA