Da Velha Chica a País Novo- o retrato dos 40 anos de Angola também se faz cantando

(D.R)

Preste a assinalar 40 anos desde que se assumiu república, a 11 de Novembro de 1975, o retrato da história de Angola não se limita aos livros, a música, a par deste, também narra com fidelidade os distintos contextos por que passou este país, foi o que comprovou a Rádio Luanda Antena Comercial (LAC) ao apresentar na noite desta sexta-feira (19), na capital angolana, uma rapsódia sobre o percurso de Angola nas últimas quatro décadas.

(D.R)
(D.R)

Do sonho pela independência manifestado por “Velha Chica”, de Waldemar Bastos, à “Cartinha da Saudade”, de Jacinto Tchipa; de “Meninos do Huambo”, de Rui Mingas, ao “País Novo” de Matias Damásio.

É assim a história de Angola. O que custou a vida de milhares, a juventude de muitos e o desespero de tantos outros foi sintetizada nuns instantes 45 minutos. O tempo necessário para se assistir ao espectáculo apresentado por 10 músicos angolanos, entre novos e mais calejados, seguidos pela encenação do ballet tradicional Kilandukilu.

Érica Nelumba, Kyaku Kyadaff, Dina Santos, Djanira Mercedes, Jacinto Tchipa, Isaú Fortunato Calabeto, Gabi Moi e Livong deram voz a história cantada de Angola neste espectáculo que contou com a colaboração vocal dos mais de 300 espectadores que pela Baia de Luanda deslocaram-se para assistir ao Festival da Canção de Luanda, actividade que albergou a referida rapsódia.

Neste ano, o corpo de júri, liderado pela cantora Elisa Barros, elegeu o tema “Saber Amar”, da autoria do compositor Totó, a mais bem composta entre as 10 canções concorrentes, o que valeu ao compositor o prémio de um milhão de kwanzas.

Na sequência das premiações, o concorrente Aroldo dos Santos levou para casa 200 mil kwanzas inerentes ao Prémio LAC Unitel, uma categoria cuja vitória é atribuída pelos ouvintes da emissora por intermédio de telefonemas.

O prémio Melhor Voz foi atribuído ao concorrente Guerra Matias que interpretou a canção “Clarão ao Luar”de sua autoria. Como prémio foi-lhe atribuído 200 mil kwanzas.

O Festival da Canção de Luanda é um concurso anual organizado pela LAC e visam, por intermédio de premiações, incentivar a criação artística por meio da composição musical.

A primeira edição do festival aconteceu em 1998. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA