Cuba indica embaixador nos Estados Unidos

(DW)
(DW)
(DW)

Veterano diplomata José Cabañas foi credenciado em cerimónia realizada na Casa Branca. Ele é o primeiro embaixador de Cuba nos Estados Unidos em 54 anos.

O diplomata José Cabañas se tornou o primeiro embaixador de Cuba nos Estados Unidos em 54 anos. O cubano, que chefiava desde 2012 a Secção de Interesses da ilha caribenha nos Estados Unidos, com sede na Embaixada Suíça em Washington. Ele já havia sido nomeado encarregado de negócios em 20 de Julho, quando foram reatados os laços diplomáticos entre os dois países. Cabañas também prestou serviços diplomáticos na Áustria e e foi vice-ministro das Relações Exteriores do governo cubano.

“A cerimónia ocorreu na Sala Oval da Casa Branca, sede da presidência, durante um dia em que o líder dos Estados Unidos recebeu 16 novos embaixadores”, informou a embaixada cubana em nota sobre o evento desta quinta-feira (17/09). “O credenciamento do embaixador cubano é mais um passo em direcção à normalização das relações entre ambos os países”, acrescentou o comunicado, além de dizer que Cabañas e Obama chegaram a discutir a situação das relações bilaterais.

A Casa Branca confirmou o status de Cabaña também em nota oficial, na qual o nome do cubano figura entre os 16 novos embaixadores.

Mesmo com reabertura da embaixada americana em Havana, no dia 14 de Agosto, Washington ainda não nomeou seu embaixador em Cuba.

Em 1961, dois anos após a revolução que levou Fidel Castro ao poder, as relações diplomáticas entre os dois países foram formalmente interrompidas. Em Julho de 2015, Cuba e Estados Unidos retomaram os laços. Desde então, Washington e Havana têm procurado resolver uma série de questões, como o fim do embargo económico imposto pelos Estados Unidos , a devolução de propriedades de americanos na ilha que foram confiscadas após a revolução e a devolução da base naval na Baía de Guantánamo. (DW)

FCA/ap/rtr

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA