Cuanza Norte: Polícia regista 38 crimes em sete dias

COMANDO PROVINCIAL DA POLÍCIA NACIONAL (Foto: Lucas Neto)

Ndalatando- Trinta e oito crimes de natureza diversa foram notificados pelo comando provincial da Polícia Nacional no Cuanza Norte durante os últimos sete dias, mais um comparativamente a igual período transacto, soube quarta-feira à Angop de fonte policial.

COMANDO PROVINCIAL DA POLÍCIA NACIONAL (Foto: Lucas Neto)
COMANDO PROVINCIAL DA POLÍCIA NACIONAL (Foto: Lucas Neto)

De acordo com uma nota da corporação foram registados 12 ofensas corporais, 11 furtos seguidos de tentativa de violação, roubo, ameaça, violação e injúria, com dois casos cada, e cultivo de estupefacientes (liamba) e danos culposo, com um delito cada.

O documento adianta que, em função dessas ocorrências, foram detidos 20 cidadãos na faixa etária dos 18 anos aos 40 anos de idade acusados de envolvimento nos delitos.

Dos 38 crimes notificados, 29 foram esclarecidos, representando uma operactividade na ordem dos 76 por cento, lê-se na nota.

Os referidos delitos, avança a nota, ocorreram nos municípios de Cazengo com 25, Cambambe com seis, Lucala e Ambaca com dois crimes cada, enquanto Samba Cajú, Banga e Bolongongo tiveram um delito cada.

No domínio da regularização e fiscalização rodoviária foram aplicadas, no mesmo período, 65 multas no valor de um milhão e mil 584 kwanzas por diversas infrações ao código de estrada.

De acordo ainda com o documento, na sequência dessas infrações foram retidas 25 cartas de condução, 18 livretes, 14 títulos de registo de propriedade, 12 livretes de verbetes e 10 modelos, bem como foram apreendidos 31 motociclos de diversas marcas e cilindragens e oito viaturas.

Quanto a sinistralidade rodoviária, o informe refere que no período em referência foram registados 14 acidentes de viação, os mesmos da semana anterior, que causaram quatro mortos (+2), 18 feridos (-7) e danos materiais estimados em dois milhões, 764 mil kwanzas ocorridos nos municípios de Cazengo, Cambambe, Lucala, Golungo Alto, Bolongongo, Ambaca e Samba Cajú. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA