Cuanza Norte: Famílias e escolas devem desenvolver mais acções para estimularem o patriotismo aos petizes

Representante do Conselho Executivo Nacional da OPA, Elisa de Jesus Gourgel (Foto: Diniz Simão)
Representante do Conselho Executivo Nacional da OPA, Elisa de Jesus Gourgel (Foto: Diniz Simão)
Representante do Conselho Executivo Nacional da OPA, Elisa de Jesus Gourgel (Foto: Diniz Simão)

A membro do Conselho Executivo Nacional Organização de Pioneiros Agostinho Neto (OPA), Elisa de Jesus Gourgel apelou, sábado, em Ndalatando, província do Cuanza Norte, as famílias e as escolas a desenvolverem mais acções tendentes a inculcar às crianças a moral, civismo e patriotismo.

Elisa Gourgel que falava em representação do presidente nacional da OPA, António Rosa, nas jornadas patrióticas da organização infantil, sobre os símbolos nacionais, referiu que a famílias e a escola são duas instituições com maiores responsabilidades para ensinar aos petizes o conhecimento e respeito pelos símbolos nacionais, nomeadamente, a bandeira, a insígnia e o hino nacional.

“Devemos ensinar as crianças a respeitarem o património cultural, respeitarem e saber cantar o hino nacional, respeitarem a bandeira nacional, a insígnia da República, o Presidente da República e ouros dirigentes, os heróis nacionais, entre outros”, rematou.

Salientou que a moral, o civismo e o patriotismo são virtudes que estão em risco porque os adultos, por muitas razões, não tiveram o cuidado de incentivarem os petizes e jovens a desenvolverem tais valores, razão pelo qual se deve trabalhar para corrigir este erro.

“As crianças devem nascer, crescer num ambiente em que cada uma dela faz o quer e gosta, mais sempre respeitando as pessoas, isto significa que se deve educar a criança na moral, no civismo e no patriotismo”, precisou.

Esclareceu que a pátria é o bem mais preciso que os angolanos possuem e que exige o amor e respeito de todos os seus filhos.

A actividade, visou saudar os 40 anos da Independência Nacional e o dia do herói nacional, assinalado no passado 17 de Setembro, e contou com a participação de membros do Governo local, crianças das escolas do ensino primário e 1º ciclo. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA