Cuanza Norte: Estudantes da Escola Superior Politécnica debatem educação ambiental e cidadania

Particpantes as jornadas cientificas estudantis (Foto: Angop/Arquivo)
Particpantes as jornadas cientificas estudantis (Foto: Angop/Arquivo)
Particpantes as jornadas cientificas estudantis (Foto: Angop/Arquivo)

A “Educação ambiental e cidadania, uma relação necessária para a redução dos problemas ambientais” constituiu um dos temas debatidos pelos estudantes da Escola Superior Politécnica do Cuanza Norte, durante as primeiras Jornadas científicas estudantil da instituição, decorridas de 14 à 16 do mês em curso, em Ndalatando, sede da província.

O evento que decorreu sob o lema “ A profissionalização estudantil na melhoria da qualidade de vida das populações e das organizações ”, esteve subdividido em quatro painéis, nomeadamente, “Gestão de recursos humanos nas pequenas e médias empresas”, “ Gestão informatizadas das instituições”, “Prevenção e cuidados de saúde pública” e “As reformas educativas”.

Durante as jornadas, os estudantes abordaram igualmente os factores de insucessos do micro empresas criadas e licenciadas pelo Balcão único do Empreendedor (BUE), o contributo da banca na diversificação da economia no Cazengo, município sede do Cuanza Norte.

Importância da economia doméstica no contexto actual, transfusão sanguínea, causas e resultados na população de Ndalatando, a motivação e satisfação no desempenho organizacional foram outros dos assuntos aflorados no encontro.

Em declarações à imprensa o porta-voz das Jornadas científicas estudantil, Manuel Augusto, destacou o empenho dos estudantes e dos preletores na abordagem dos temas agendados. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA