Coreia do Norte reativa programa nuclear de “dissuasão” contra EUA

(euronews.com)
(euronews.com)
(euronews.com)

A Coreia do Norte afirma ter reativado o seu principal reator nuclear, em Yonbyon, para desenvolver o programa de armas atómicas do país.

Uma decisão, justificada pelo regime, com o “progresso económico do país”, mas também com a defesa do território face ao que considera ser a “política hostil” e as “ameaças nucleares” dos Estados Unidos.

Encerrada em 2007, após longas negociações internacionais, a central de Yongbyon, terá uma capacidade para produzir cerca de seis quilos de plutónio por ano.

Em paralelo, a agência espacial norte-coreana afirma preparar-se para efetuar o lançamento de um satélite, com um foguetão de longo alcance, durante as festividades do dia nacional, em outubro.

Os anúncios de Pyongyang representam um novo sinal da escalada de tensão entre o regime comunista, Seul e Washington.

A Coreia do Sul tinha acusado o país vizinho da explosão de uma mina que feriu dois militares sul-coreanos no início de agosto – o incidente mais grave em 48 anos de conflito a ocorrer na zona desmilitarizada que separa os dois países. (Euronews)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA