Circulação da Estrada Namibe/Lubango poderá melhorar

nova ponte sobre o rio giraul de cima podera ser inaugurada este ano (Foto: Frederico Herculano)
nova ponte sobre o rio giraul de cima podera ser inaugurada este ano (Foto: Frederico Herculano)
nova ponte sobre o rio giraul de cima podera ser inaugurada este ano (Foto: Frederico Herculano)

A circulação rodoviária entre as províncias do Namibe e Lubango poderá melhorar nos próximos tempos, com a construção e ampliação da nova ponte sobre o rio Giraul de cima, localizado no município sede.

A nova ponte sobre o rio Giraul de cima, cujas obras já se encontram a 90 porcentos, contará com 605,70 metros contra os 300 metros da anterior destruída em 2011, pelas enxurradas que se abateram na província.

A estrutura foi construída em betão armado, fundações indirectas em estacas moldadas de betão com 80 metros de diâmetros, comprimento total das estacas entre 24 a50 metros de profundidade, pilares circulares de um metro de diâmetro, vigas longitudinais pré-esforçadas de secção trapezoidal de 20 metros de comprimento.

A mesma conta ainda com um comprimento total de 605,70 metros, com quatro juntas transversais, duas nos encontro e igual número no tabuleiro, possui 30 vãos com cerca de 20 metros cada, duas faixas de rodagem em sete metros de largura, com duplo passeio pedonal nos dois lados, guardas metálicas de proteção lateral e provida de iluminação artificial.

A nova ponte está construída com cerca de cinco metros e mais alta que a anterior.

A infraestrutura, na sua fase conclusiva, é a segunda maior da província do Namibe e a quarta maior do pais, executada no prazo de nove meses, dos 18 meses previstos.

A redução do prazo se deve ao facto de ter sido projectada e concebida num sistema de pré-fabricação em que todos os elementos estruturais que a compõem foram feitos em grandes estaleiros e transportados para o local com meios adequados e montados a custa de duas poderosas gruas com a capacidade de 100 toneladas de suporte e elevação de carga.

Em termos de materiais de construção, foram consumidas cerca de 950 toneladas de aço, sete mil metros cúbicos de betão armado.

A referida ponte está concebida na estrada nacional EN 280, que liga as cidades do Namibe e Lubango, importante eixo rodoviário da zona sul do país, fazendo parte das estruturas de transporte da província, em complementaridade com os caminhos-de-ferro de Moçâmedes, o porto comercial, assim como o aeroporto internacional Weliwítschia Mirabilis. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA