Cinquenta famílias residentes em zona de risco serão realojadas

BIÉ: RAVINAS PREOCUPA MUNÍCIPES DO CUITO (Foto: Angop)

Cuito – Cinquenta famílias residentes actualmente a beira da ravina do cangangawé, localizada no bairro Catraio, na cidade do Cuito, província do Bié, serão transferidas, este ano, para uma zona de segurança, informou hoje, sexta-feira, o administrador da localidade, Avis Agostinho Vieira.

BIÉ: RAVINAS PREOCUPA MUNÍCIPES DO CUITO (Foto: Angop)
BIÉ: RAVINAS PREOCUPA MUNÍCIPES DO CUITO (Foto: Angop)

O administrador municipal do Bié, Avis Agostinho Vieira, em declarações à Angop, esclareceu que o realojamento será feito para que as famílias possam habitar em zonas onde não corram risco de vida.

Fez saber que neste momento a administração municipal, em parceria com o Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, estão a preparar as condições, visando acomodar condignamente as famílias.

Das condições fazem parte a entrega de residências ou lotes de terra para auto-construção dirigida e chapas de zinco.

Deu a conhecer que o governo tem estado a trabalhar junto da estrutura central, com vista a estancar o mais rápido possível, tendo em conta a progressão que tem tido nos últimos anos.

Referiu que paralêm da ravina do cangangawé, a administração municipal do Cuito, está preocupado igualmente com as ravinas dos bairros Cangote, Cantiflas, Catemo, Cambulucuto, Ilha, Chicharro, Popular e do São José. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA