Cameraman é demitida após agredir refugiados (vídeo)

(REUTERS)
(REUTERS)
(REUTERS)

Imagens registadas em posto de cadastramento na fronteira da sérvia com a Hungria mostram a cameramen agredindo crianças com pontapés. Chefe de redacção de emissora húngara anunciou a demissão sumária da profissional.

Uma cameraman húngara foi demitida no final da noite desta terça-feira (08/09), após imagens que mostram ela agredindo migrantes terem se espalhado pela internet. Ela atingiu com pontapés crianças que fugiam da polícia durante confrontos em Röszke, no sul da Hungria.

Nas imagens, a cameraman pode ser vista dando uma rasteira em um homem que corria com uma criança nos braços. Em outro momento, ela chuta duas crianças que também fugiam das forças de segurança.

As cenas foram registadas quando centenas de migrantes rompiam uma barreira policial no ponto de registo de Röszke, perto da fronteira com a Sérvia, onde milhares de pessoas têm passado todos os dias no último mês.

O canal de notícias online 444.hu identificou a profissional de imprensa como Petra Laszlo. As imagens sob o ponto de vista da cameraman foram mostradas na N1TV, um canal privado com um programa apresentado por Gabor Vona – líder de extrema-direita do partido Jobbik, que se opõe à migração.

Demissão sumária

“Uma colega da N1TV portou-se de forma inaceitável no ponto de registo [de refugiados ] de Röszke”, disse o editor-chefe da N1TV, Szabolcs Kisberk, na página do canal no Facebook. “O contrato da cameraman foi rescindido com efeito imediato. Nós consideramos o caso encerrado”, escreveu.

Nos últimos dias, a situação na fronteira da Hungria com a Sérvia, em Röszke, tem sido bastante tensa. Desde o início do mês, mais de 165 mil refugiados chegaram à Hungria. A maioria quer seguir viagem para a Alemanha ou a Áustria. Após a chegada na Hungria, os refugiados precisam esperar um longo tempo para serem registados. (DW)

MP/afp/rtr

1 COMENTÁRIO

  1. Elöször életemben érzek egy mély szégyent, hogy magyar vagyok. For the first time in my life I feel a deep shame to be Hungarian.
    لأول مرة في حياتي أشعر بالخجل العميق لتكون المجرية
    Pela primeira vez na minha vida eu me sinto uma profunda vergonha ser húngaro!
    Pour la première fois de ma vie que je sens profondément honte d’être hongrois!
    Впервые в моей жизни я чувствую себя глубоко стыдно быть Венгерский.
    PARDON!

DEIXE UMA RESPOSTA