Cabo Verde: Primeiro Presidente e poeta nas novas notas de 5.000 e 500 escudos

BANDEIRA DE CABO VERDE. (Foto: Angop)

Cidade da Praia – O primeiro Presidente de Cabo Verde, Aristides Pereira, e o poeta praiense Jorge Barbosa são, respectivamente, os rostos das novas notas de 5.000 e 500 escudos que quinta-feira entram em circulação, anunciou o Banco Central cabo-verdiano.

BANDEIRA DE CABO VERDE. (Foto: Angop)
BANDEIRA DE CABO VERDE. (Foto: Angop)

Aristides Maria Pereira (1923-2011) distinguiu-se na luta pela independência, tendo-se tornado no primeiro Presidente da República de Cabo Verde.

Segundo o Banco de Cabo Verde (BCV), a nota é uma homenagem à sua ilha natal, a Boavista.

Jorge Barbosa (1902-1971), considerado um das figuras mais prestigiadas da poesia moderna de Cabo Verde, foi um dos fundadores do movimento literário Claridade, defensor da emancipação cultural, social e política da sociedade cabo-verdiana.

A poesia de Jorge Barbosa traduz os problemas do arquipélago e os dramas sociais como a seca, a fome, a emigração, o isolamento e a insularidade.

As notas fazem parte da nova série de 2014/2015, através da qual o BCV homenageia grandes figuras da história de Cabo Verde ligadas à música, poesia, literatura e política.

A entrada em circulação das novas notas insere-se nas actividades comemorativas dos 40 anos do Banco de Cabo Verde, criado a 29 de Setembro de 1975.

As notas serão apresentadas na quinta-feira numa sessão pública em que será também lançado o livro “História da Moeda em Cabo Verde”, da autoria do professor do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG), de Portugal, João Estêvão.

A obra aborda os diferentes períodos da história monetária de Cabo Verde, desde o povoamento à actualidade. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA