Brazzaville: Jogos Africanos- Jornais rendem-se aos Jogos do Cinquentenário

Milhares de atletas concentrados no relvado (Foto: Portal de Angola)
Delegação angolana, desfilando no estádio de Kinkele,em Brazzavile. (Foto: Portal de Angola)
Delegação angolana, desfilando no novíssimo estádio de Kinkele, 30 quilómetros de Brazzaville.
(Foto: Portal de Angola)

O único jornal diário editado na capital congolesa, “Les Dépêches de Brazzaville”, dedicou,  20 das suas 32 páginas da edição de sexta feira, incluindo um caderno especial de 16 páginas, aos Jogos do cinquentenário, que foram ontem à noite oficialmente abertos.

Dirigentes desportivos angolanos,  convidados na inauguração do estádio de Kinkele. (Foto: Portal de Angola)
Responsáveis do Ministério angolano da Juventude e Desportos, assistindo ao desfile no estádio de Kinkele, em Brazzaville
(Foto: Portal de Angola)

Esta publicação generalista ocupa a capa e a contra-capa destacando a chegada de visitantes com fotos de alguns Chefes de Estados convidados pelo Presidente anfitrião, Denis Sassou Nguesso, cuja entrevista abre o “caderno especial” com a declaração “Os Jogos Africanos perpectuam a mensagem do Panafricanismo”.

O Presidente do Congo, Dennis Sassou NGuesso, discursando no acto de abertura dos Jogos Africanos. (Foto: Portal de Angola)
O Presidente do Congo, Dennis Sassou NGuesso, discursando no acto de abertura dos Jogos Africanos.
(Foto: Portal de Angola)

A manchete deste que é o jornal de maior circulação no país diz “Vários Chefes de Estado acolhidos em Brazzaville”, completando os títulos da capa uma notícia sobre a segurança “Por volta de 4000 vão velar pela segurança das competições” e uma matéria que anuncia a construção de habitações para realojar a população retirada da área em que foi erguido o complexo desportivo Concordia em Kintelé e uma referência a uma partida de voleibol, uma das primeiras modalidades a iniciar a competição na terça-feira.

Há ainda uma chamada que remete o leitor a ler “tudo sobre os actores de 1965”. A última página é ilustrada também com presidentes africanos com o mesmo título da manchete e fecha com um artigo que considera “Brazzaville, berço do olimpismo africano”.

Entre os diversos artigos e informações, o segundo caderno” traz depoimentos de antigos medalhistas, apresenta as expectativas das conquistas de medalhas para os anfitriões, dá o calendário de competições.

Milhares de atletas concentrados no relvado  (Foto: Portal de Angola)
Milhares de atletas concentrados no relvado
(Foto: Portal de Angola)

Uma reportagem fotográfica sobre as infra-estruturas construídas e reabilitadas são apoiadas com o título “O Congo ganha a batalha infraestrutural”..

Praticamente todos os jornais publicados nos últimos dias trazem referências ao evento, mesmo os semanários, ou até o de mais larga periodicidade. É o caso do “Le Troubadour”, bimensuário satírico de informação geral e análise, que sai a cada 15 dias, que colocou na sua última edição, saída quarta-feira, a imagem do estado olímpico com o título “Brazzaville está pronta e que comecem os Jogos!”

No geral, o dia da festa da inauguração foram “estrelas” os atletas de 1965, que receberam homenagem generalizada da media.

Fala ainda da inauguração do complexo Concordia e traz depoimentos de medalhistas de 1965. (portalangop.ao)

Por: Pedro da Ressurreição

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA