Benguela: União Europeia garante apoio à sociedade civil

(Foto: Direitos Reservados)

Benguela – O Programa de Apoio aos Actores não Estatais (PAANE), virado essencialmente à sociedade civil, vai contar na sua fase III com um apoio de seis milhões de dólares americanos, da União Europeia, sua principal financiadora, para dar sequência às suas realizações.

(Foto: Direitos Reservados)
(Foto: Direitos Reservados) 

O anúncio foi feito nesta quinta-feira, à imprensa, em Benguela, pelo chefe da missão de embaixadores da União Europeia, Gordon Kricke, no termo da visita de trabalho que a missão de embaixadores da União Europeia efectuou durante dois dias às cidades de Benguela, Catumbela e Lobito.

Gordon Kricke e seus colegas mantiveram quinta-feira uma reunião de monitoria do desempenho da fase II, à margem da qual anunciou a garantia de um montante de USD seis milhões para atender as realizações dos actores não estatais.

Entretanto, a Angop constatou no local que os Actores Não Estatais desenvolvem variadas acções, no domínio da agriculturas, ambiente, água, saneamento, cidadania, direitos humanos, protecção da biodiversidade, entre outros projectos tutelados pela sociedade civil.

A Cooperação Espanhola, o Ministério do Planeamento e do Desenvolvimento Territorial e a União Europeia, através do PAANE, são os patrocinadores das iniciativas da sociedade civil, que encontram na ADRA (Acção de Desenvolvimento Rural e Ambiente – Antena de Benguela) o principal actor e aglutinador.

Após a reunião de avaliação do PAANE II, cujas realizações não foram tornadas públicas, o diplomata manifestou-se satisfeito pelo desempenho do PAANE II, pelo que estava assegurado o financiamento da terceira etapa.

Convidada a abordar os projectos constantes do PAANE II, e sua vigência, ora concluída, Maria Teresa Victória, a directora geral da ADRA, que acolheu o encontro na sua sede, disse tratar-se de uma reunião interna com os doadores. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA