Austrália: Partido no poder “ejecta” o próprio primeiro-ministro

Malcolm Turnbull e Julie Bishop (AP)
Malcolm Turnbull e Julie Bishop (AP)
Malcolm Turnbull e Julie Bishop (AP)

O primeiro-ministro australiano, Tony Abbot, perdeu a “moção de censura” lançada pelo Partido Liberal, o seu próprio partido.

Malcolm Turnbull substitui-lo-á na chefia do governo. O antigo banqueiro e multimilionário ganhou a confiança dos liberais, num voto interno do partido, por 54 contra 44 vozes.

Extremamente criticado em vários campos, interna e externamente, Abbott é responsável pela perda de popularidade do governo australiano.

Mas o primeiro-minsitro tinha afirmado estar preparado para esta tentativa de “golpe de Estado” no seio do seu próprio partido.

Turnbull será o 5.° primeiro-ministro da Austrália em 8 anos. (Euronews)

por Dulce Dias | com AFP, ANSA, REUTERS

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA