Árbitra angolana no curso de elite A

Futebol angolano fica mais "rico" com acção de superação de arbitragem nos Camarões (Foto: Henri Celso)
Futebol angolano fica mais "rico" com acção de superação de arbitragem nos Camarões (Foto: Henri Celso)
Futebol angolano fica mais “rico” com acção de superação de arbitragem nos Camarões (Foto: Henri Celso)

A árbitra internacional angolana Marximina Bernardo representará o país no curso de Elite A, de 2 a 7 de Outubro nos Camarões, promovido pela Confederação Africana de Futebol (CAF), apurou esta terça-feira a Angop.

Segundo uma nota do órgão reitor do futebol africano, as 19 árbitras principais e 17 auxiliares seleccionadas deverão apresentar certificado médico declarando aptidão para a acção formativa.

Além da angolana, farão igualmente parte do curso de Leite A juízas do país anfitrião (Camarões), Guiné Conacry, Zâmbia, Marrocos, Etiópia, Senegal, Quénia,) Côte d’Ivoire, Ghana, Egipto, Uganda, Tunísia, Togo, África do Sul Suazilândia e Sudão.

Esta será a terceira participação da juíza angolana em acção do género após ter já estado em 2011, igualmente nos Camarões, e 2013 no Egipto.

Marximina Bernardo, 36 anos de idade, encontra-se no Congo Brazzaville para ajuizar nos jogos Africanos a decorrerem de 4 a 19 deste mês de Setembro.

Em 12 anos de carreira, a licenciada em Motricidade Humana já esteve engajada em diversos jogos internacionais sob égide da CAF e FIFA, com destaque para o campeonato africano feminino, disputado em 2012, na Guiné Equatorial, no qual apitou a final.

A Federação Angolana de Futebol (FAF) controla quatro árbitras internacionais, designadamente Marximina Bernardo, Tânia Duarte (principais), Adália Jeremias e Luisa Luhaco (assistentes). (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA