Arábia Saudita: Tumulto em peregrinação muçulmana em Mina faz 220 mortos

Os muçulmanos dão sete voltas na Caaba, na Grande Mesquita de Meca (Foto: AFP)
Os muçulmanos dão sete voltas na Caaba, na Grande Mesquita de Meca (Foto: AFP)
Os muçulmanos dão sete voltas na Caaba, na Grande Mesquita de Meca (Foto: AFP)

Pelo menos 220 pessoas morreram e 450 ficaram feridas nesta quinta-feira em um tumulto em Mina, perto de Meca, durante a peregrinação anual, segundo um balanço actualizado da Defesa Civil saudita.

“O número de mortos alcançou 220 e o de feridos 450”, informou a Defesa Civil. O balanço anterior citava 150 mortos.

De acordo com a Defesa Civil, seis equipes de emergência prestam os primeiros socorros aos feridos no local da tragédia e orientam os peregrinos para “rotas alternativas”.

Peregrinos muçulmanos em Mina, perto da cidade de Meca, em outubro de 2014 (Foto de MOHAMMED AL-SHAIKH/AFP/Arquivos)
Peregrinos muçulmanos em Mina, perto da cidade de Meca, em outubro de 2014 (Foto de MOHAMMED AL-SHAIKH/AFP/Arquivos)

Até o momento não foram divulgados os motivos que teriam provocado uma correria em Mina, cidade que realizou nos últimos anos obras de infraestruturas para facilitar o deslocamento dos peregrinos.

Em Janeiro de 2006, uma tragédia similar no mesmo local matou 364 peregrinos.

Nesta quinta-feira, primeiro dia da festa do Adha, os peregrinos iniciaram um ritual de apedrejamento de Satanás, no vale de Mina, região oeste da Arábia Saudita.

O ritual consiste no ato de lançar sete pedras no primeiro dia do Eid al-Adha contra uma grande pilastra que representa Satanás, e 21 no dia seguinte contra três grandes pilastras (grande, média e pequena).

No dia 11 de Setembro, quase duas semanas antes do início da peregrinação à Meca, conhecida como hajj, uma grua desabou na Grande Mesquita e matou 109 pessoas. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA