Apreendidas mais de 30 armas de fogo de diversos calibres em Luanda

Armas aprendidas pelo SPIC (Foto: Gaspar Dos Santos)
Armas aprendidas pelo SPIC (Foto: Gaspar Dos Santos)
Armas aprendidas pelo SPIC (Foto: Gaspar Dos Santos)

Trinta e seis armas de fogo de diversos calibres (automáticas e pistolas), apreendidas em Luanda, durante varias operações realizadas recentemente pelos Serviços Provinciais de Investigação Criminal (SPIC), foram apresentadas, hoje, quinta-feira à imprensa.

No acto, que decorreu na Unidade Operativa de Luanda (UOL), foram igualmente apresentadas 11 motorizadas e 26 viaturas recuperadas, bem como consideráveis utensílios de uso domestico e grandes quantidades de Liamba.

Na ocasião, o chefe de Departamento de Comunicação e Imagem do SPIC, superintendente Fernando Coelho de Carvalho, informou que nas operações foram detidos 32 supostos criminosos, pela prática de diversos crimes, bem como esclarecidos os crimes de roubos de valores monetários (em Bancos, pessoas singulares e empresas) e viaturas.

Para além de Luanda, o oficial de informação, deu a conhecer que as viaturas foram recuperadas nas provinciais do Huambo, Cuanza Sul, Lundas Norte e Sul e Malanje.

Explicou que os automóveis foram apreendidos em tais regiões, porque foram nestes locais onde os supostos marginais as venderam.

Apelou às pessoas que compram viaturas roubadas, para não o fazer, porque para além de perderem os valores monetários e os meios, automaticamente são indiciados no processo-crime.

Questionado sobre os assaltos as Agências Bancarias, deu a conhecer que os supostos autores do assalto numa dependência do BIC, foram já presentes a Procuradoria-Geral da República (PGR), onde os processos estão a ser instruídos e que já foram identificados os do BCI, ocorrido segunda-feira, no Morro Bento.

Apelou, igualmente, ao citadinos de Luanda para continuarem a colaborar com a polícia na denúncia dos actos criminais, que muito tem ajudando o trabalho da corporação.

Exortou os responsáveis Agências Bancárias, empresários, comerciantes, pessoas singulares, no sentido de se precaverem, durante os levantamentos ou depósitos de valores monetários, cumprido os conselhos da polícia.

Com uma população estimada em mais de seis milhões de habitantes fazem parte desta província os municípios de Luanda, Cazenga, Cacuaco, Viana, Belas, Icolo e Bengo e Quiçama. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA