Registo de Memórias: António Marques Monteiro (Antonico)

António Marques Monteiro (DR)

António Marques Monteiro (Antonico), (Luanda – Angola, 19 de Julho de 1918– Luanda, 26 de Julho de 1967), activista, político e nacionalista, membro do MIA (Movimento para Independência de Angola)

Filho de António Monteiro e de Maria da Nazaré Nunes (Lalé), neto materno de Manuel Correia Nunes e de Nga Dona Ana João (Grande Senhora da Ilha) , descendente de famílias da ilha do Cabo e do Mussulo, Luanda.

Um dos integrantes do Processo dos 50, processo esse que pela sua importância, daria conhecimento internacional da luta pelo direito à independência de Angola.

Foi preso pela PIDE (Polícia Internacional e de Defesa do Estado) em 5 de Junho de 1959, por razoes da forte tortura, internado no Hospital Psiquiátrico de Luanda e mais tarde encaminhado para a Casa de Reclusão (Fortaleza do Penedo) Forte do Século XVII, sito no actual Porto Comercial de Luanda, Boavista, onde se encontrava no momento em que grupos de patriotas angolanos, tomavam de assalto com catanas e outros utensílios de defesa as cadeias de Luanda, a 4 de Fevereiro de 1961, dia do inicio da luta armada em Angola.

Foi condenado pelo tribunal militar português em Angola a uma pena de prisão de segurança, para cumprimento da pena deu entrada no Campo de Concentração do Tarrafal Ilhas de Cabo Verde, no dia 25 de Fevereiro de 1962. Contestou a pena que lhe foi imposta alegando que a sua luta era justa, pacífica, e que era um direito seu, natural e internacional, e que pretendia pura e simplesmente, a independência total, imediata e incondicional de Angola conforme manuscrito provenientes da Torre do Tombo em Lisboa, Portugal, redigidos a mão que se junta em anexo.

Gravemente doente, vitima dos maus tratos durante a sua detenção, foi libertado, vindo a falecer em Luanda, a 26 de Julho de 1967.

Consultar aqui: Declaração de António Marques Monteiro em Tribunal Militar durante o seu julgamento.

Consultar aqui o Relatório da PIDE: relatoriodapideprocessodos50

Bragança informador da Pide: informador-da-pide

Nazaret Nunes (Lalé) mãe de António Marques Monteiro:

(wikipedia)
(wikipedia)

Documentos referentes ao seu internamento no Hospital Psiquiátrico de Luanda (Por razões de forte tortura pela PIDE durante os interrogatórios):

PT-TT-PIDE-AMM-Documento sobre a situação militar de António Marques Monteiro:

PT-TT-PIDE-AMM1º Interrogatório da PIDE a Ilídio Machado em Lisboa em 29 de Maio de 1959 ( Alusões a António Monteiro nesse interrogatório):

PT-TT-PIDE-DA-01PT-TT-PIDE-DA-02PT-TT-PIDE-DA-03PT-TT-PIDE-DA-04PT-TT-PIDE-DA-06

 

 

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA