“António Costa sabe que se perder a 4 de outubro acabou politicamente”

(DR)
(DR)
(DR)

Vasco Pulido Valente teceu duras críticas a António Costa.

No artigo de opinião que Vasco Pulido Valente assina hoje na última página do jornal Público, o protagonista é o secretário-geral do PS, António Costa.

“O Dr. António Costa sabe que se perder em 4 de outubro acabou politicamente. Depois de ter assaltado o PS e corrido à má cara com Seguro para ganhar à coligação, se não ganhar, todo o azedume que contra ele se criou no partido virá ao de cima e ele não se conseguirá aguentar uma hora como secretário-geral”, sublinha.

Para Vasco Pulido Valente, o futuro do secretário-geral do PS pode ser negro. “A gente com que ele correu não esquecerá nem a brutalidade e a arrogância do método, nem que ele foi eleito pelo voto dos ‘simpatizantes’ socialistas e não pelos ‘militantes’”, garante.

“Além disso, há Sócrates, que, com razão ou sem ela, se sentiu ‘posto de lado’ e traído e que só espera uma boa oportunidade para o liquidar”, frisa. Mas algo que pode ser a sua salvação: “a maioria absoluta para o PS”.

“Desde a I República que não aparecia um cacique da envergadura do Dr. Costa na cena política portuguesa, pronto a meter o país no fundo por vaidade pessoal ou conveniências partidárias. Apareceu anteontem. Pobres de nós”, remata. (Noticiasaominuto)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA