Angola tenta negociar kwanza em pagamentos ao exterior

(Dinheiro Vivo)
 (Dinheiro Vivo)
(Dinheiro Vivo)

O Banco Nacional de Angola (BNA) pretende negociar pagamentos ao exterior em moeda nacional (kwanza), tentando assim reduzir a pressão sobre o sistema bancário face à atual crise cambial do país.

A informação foi transmitida hoje pelo governador do BNA, José Pedro de Morais Júnior, ao discursar, em Luanda, na apresentação da 10.ª edição do estudo “Banca em Análise”, desenvolvido pela consultora Deloitte.

“O BNA continua a buscar fontes adicionais de liquidez externa, nomeadamente através de acordos de intercâmbio de moeda, na base dos quais saldos de operações comerciais e até mesmo de operações financeiras, com os nossos parceiros, poderão ser pagos na nossa própria moeda”, disse o governador.

Angola enfrenta uma crise económica e financeira devido à quebra da cotação do barril de crude no mercado internacional, que por sua vez levou à quebra para metade nas receitas com a exportação de petróleo e à consequente redução da entrada de divisas, necessárias para assegurar as importações de bens alimentares, matéria-prima e máquinas para a indústria.

Esta crise já provocou uma desvalorização de 37 por cento no kwanza, face ao dólar norte-americano, em apenas um ano.

Angola é o segundo maior produtor de petróleo da África subsaariana, produção que aumentou 12% no primeiro semestre de 2015, para pouco mais de 1,7 milhões de barris de crude por dia, segundo a concessionária estatal, Sonangol. (Dinheiro Vivo)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA