Angola na reunião da Agência de Energia Atómica

Ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges (Foto: Pedro Parente/Arquivo)

Uma delegação angolana chefiada pelo ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, participa desde segunda-feira, em Viena, Áustria, na 59.ª Sessão da Conferência Geral da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA).

Ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges (Foto: Pedro Parente/Arquivo)
Ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges (Foto: Pedro Parente/Arquivo)

Na sua intervenção, durante o primeiro dia da Conferência, o ministro da Energia e Águas ressaltou os benefícios que se registam em Angola, como resultado da assistência técnica da Agência Internacional de Energia Atómica, em particular na área da oncologia, que tem permitido ao Executivo realizar melhor prestação na assistência médica aos angolanos pelo Instituto Nacional de Oncologia, em Luanda, e reduzir gastos com a evacuação de doentes para o exterior.

João Baptista Borges enfatizou os resultados da assistência técnica da Agência Internacional de Energia Atómica para o controlo de pragas na agricultura e vacinação de gado, ressaltando a necessidade de um maior empenho para que se alcance melhores resultados nos projectos em curso nestas especialidades.

O Executivo, disse o ministro da Energia e Águas, enfrenta dificuldades para a resolução da distribuição de água nas áreas desérticas do país, bem como de problemas dos solos com a formação de ravinas noutras províncias.

Indicou que estes assuntos são prioridades que o Executivo vai apresentar para a inclusão no próximo Programa de Assistência Técnica da Agência Internacional de Energia Atómica a Angola (CPF) com vista à solução de tais problemas.

O ministro da Energia e Águas felicitou a assinatura do Acordo de Viena entre o Irão e 5+1 (Estados Unidos, Reino Unido, Rússia, China, França e Alemanha), solução diplomática para o desanuviamento da situação no Médio Oriente e alcance da paz regional e internacional.

Além do ministro João Baptista Borges, a delegação angolana à Conferência Geral da Agência de Internacional de Energia Atómica integra ainda o secretário de Estado da Defesa Nacional, almirante Gaspar Rufino, a embaixadora e representante permanente junto da Agência Internacional de Energia Atómica, Maria de Jesus Ferreira, e altos funcionários dos ministérios da Energia e Águas e da Defesa, bem como diplomatas da Missão Permanente acreditada em Viena. (Jornal de Angola)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA